Calheta nos Açores e Portalegre são as localidades “mais acessíveis” para se viver em Portugal

O Imovirtual recolheu dados em relação aos preços das casas em Portugal, considerando cada cidade principal em cada município juntamente com o preço médio de uma casa entre 2018 e 2019.

A localidade da Calheta nos Açores é considerada a mais acessível para viver em Portugal, enquanto a mesma freguesia, mas na região autónoma da Madeira, é vista como tendo o maior potencial de investimento imobiliário. Esta informação é revelada pelo Índice de Habitação Urbana (HU) e o Índice de Investimento em Habitação Urbana (IHU) de 2019, pelo Imovirtual, esta segunda-feira, 2 de dezembro.

A plataforma imobiliária avaliou as localidades de norte a sul do país, passando pelas regiões autónomas da Madeira e dos Açores, para apurar onde é mais acessível viver e onde estão os melhores investimentos. Os Açores destacam-se no índice de HU, e o distrito de Évora no índice de IHU.

O Imovirtual recolheu dados em relação a preços de casas em Portugal, considerando cada cidade principal em cada município juntamente com o preço médio de uma casa entre 2018 e 2019. No índice de HU, a Calheta e Lajes do Pico (Açores) e o distrito de Portalegre são as localidades com melhor classificação para se viver em Portugal.

A cidade de Lisboa (28º), com o salário médio anual de 25,169 euros e um preço médio de propriedade de 577 euros, ocupa o último lugar desta lista.

Entre as principais conclusões do índice de IHU, Calheta (Madeira), Évora e Vila do Porto (Açores) formam o top 3 deste ranking. Este índice contabiliza o preço médio de cada propriedade entre 2018 e 2019. Castelo Branco e São Roque do Pico ocupam os dois últimos lugares da lista com desvalorizações do valor médio de propriedade de 27,98% e 55,74%, respetivamente.

Para determinar as melhores áreas para investimento, o Imovirtual calculou o aumento de preço para cada área em apenas 12 meses ao subtrair o preço de 2018 pelo preço de 2019.

Ler mais
Recomendadas

Área Metropolitana do Porto: 74% do capital investido em 2019 é proveniente do estrangeiro

Estudo da consultora imobiliária Cushman & Wakefield revela que desde 2015, foram transacionados 571 milhões de euros em imobiliário comercial, dos quais 151 milhões de euros se concretizaram entre janeiro e setembro de 2019.

Sonae Sierra assume gestão de centro comercial em Marrocos

Este centro comercial em Rabat, capital marroquina, deverá receber cerca de 10 milhões de visitantes por ano.

Moody’s: Preços das casas em Portugal vão subir 4% em 2020

Apesar da subida, esta variação representa um abrandamento face à subida de preços registada este ano. A agência de notação financeira norte-americana aponta que esta subida vai ter lugar num contexto de “uma robusta confiança do consumidor”, destacando também a descida do desemprego.
Comentários