Campanha de vacinação contra a gripe começa hoje. Saiba o que tem de fazer

A vacinação é feita nos centros de saúde, mas também nas farmácias. Manuela Pacheco, presidente da Associação das Farmácias de Portugal, em declarações ao Jornal Económico, explica o que é preciso saber.

Karoly Arvai/Reuters

A camapanha de vacinação contra a gripe começa hoje, 15 de outubro, duas semanas depois do que tem sido habitual, para garantir uma maior proteção durante o período de epidemia que, segundo a Direção-Geral da Saúde, ocorre na segunda quinzena de dezembro.

O Serviço Nacional de Saúde terá 1,4 milhões de doses de vacinas para administrar. A vacinação é feita nos centros de saúde, mas também nas farmácias. Manuela Pacheco, presidente da Associação das Farmácias de Portugal, em declarações ao Jornal Económico, explica o processo.

Qual a importância da vacina contra a gripe?

Com o fim do verão e a chegada do outono aproxima-se a época de vacinação contra a gripe. Trata-se de uma doença contagiosa e que geralmente se cura de forma espontânea, mas que pode provocar complicações a pessoas mais idosas ou doentes crónicos, levando “à hospitalização ou, em casos mais graves, pode mesmo causar a morte”.

“Por essa razão, quando se fala de gripe, a prevenção é o melhor remédio”.

Quem se deve vacinar?

“A vacinação é a melhor arma contra a gripe, sendo fortemente recomendada para determinados grupos de risco, como é o caso das pessoas com idade igual ou superior a 65 anos; doentes crónicos e imunodeprimidos com seis ou mais meses de idade; grávidas e profissionais de saúde e outros prestadores de serviços”, explica Manuela Pacheco.

Onde podem ser administradas as vacinas?

A administração das vacinas pode ser feita nas farmácias, “que dispõem de qualidade técnica e humana para administrarem esta e outras vacinas. Além disso, como têm uma grande cobertura geográfica as farmácias asseguram a facilidade e a comodidade dos utentes. Este fator é particularmente relevante nas zonas fora dos grandes centros urbanos, em locais onde não há centros de saúde. Nestas situações – que não são raras – as farmácias dispõem dos meios e das competências necessárias para que os cidadãos não se vejam obrigados a percorrer muitos quilómetros ou a demorar horas numa sala de espera para receber uma vacina”, refere a presidente da APF.

Para as pessoas abrangidas pela vacinação gratuita, a administração será feita nos centros de saúde.

Quanto custam as vacinas?

No Serviço Nacional de Saúde, a vacina é gratuita para quem tem mais de 65 anos, “para residentes ou internados em instituições, para os bombeiros e para pessoas com algumas doenças específicas. Nestes casos, a vacina não necessita de receita médica e dispensa também pagamento de taxa moderadora”.

Já as pessoas que não estão abrangidas pela vacinação gratuita podem adquirir a vacina nas farmácias, sob prescrição médica, beneficiando de uma comparticipação de 37%.

Ler mais
Relacionadas

Portugueses dispostos a comprar vacinas extra Plano se o médico aconselhar

No âmbito da Semana Europeia da Vacinação, que decorre entre 23 a 29 de abril, a 2 Logical desenvolveu um estudo onde conclui que só 59,2% dos inquiridos conhece a calendarização deste programa.

Surto de gripe aviária detetado na Holanda obriga a abater 36.000 animais

“Um surto de gripe aviária de tipo H5 foi detetado numa herdade avícola em Oldekerk, província de Groningen (norte)”, informou o Ministério da Agricultura, em comunicado.

Dois casos de gripe A confirmados em lar de idosos de Rabo de Peixe, nos Açores

Segundo o médico, os dois idosos estão internados no Hospital Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, por uma questão de “prevenção”, mas nenhum deles corre risco de vida.
Recomendadas

Mesmo sem Via CTT, reembolsos do IVA e IRC não serão suspensos

Os contribuintes que tenham direito ao reembolso do IRC ou do IVA, mas que não tenham aderido ao Via CTT, receberão os reembolsos devidos mesmos que sem a situação regularizada, esclarece um despacho normativo hoje publicado em Diário da República.

CGD baixa taxa mínima do spread para 1,23%. É o sexto banco a baixar custo do crédito à habitação

Em quatro meses, desde janeiro, seis bancos já reviram em baixa o spread mínimo cobrado aos clientes. O último a fazê-lo foi a CGD, depois do EuroBic, do BPI, do Crédito Agrícola, do Santander Totta e do Montepio.

Segurança Social: A partir de hoje já pode pagar online dívidas em prestações

O pedido para pagar dívidas, que se encontrem em execução civil, em prestações à Segurança Social já pode ser feito online. A nova funcionalidade, através da Segurança Social Direta, está disponível a partir desta quinta-feira, 18 de abril.
Comentários