Campo Pequeno já está vendido a Álvaro Covões, António Pires de Lima e Sérgio Monteiro

A assinatura do contrato realizou-se ontem, quinta-feira, segundo confirmou fonte próxima do processo ao Jornal Económico. O negócio acontece depois da insolvência da Sociedade de Renovação do Campo Pequeno decretada em 2014.

A assinatura do contrato venda do Campo Pequeno por 37 milhões de euros, ao empresário Álvaro Covões e ao fundo Horizon Equity Partners, de António Pires de Lima e Sérgio Monteiro, realizou-se ontem, quinta-feira, segundo confirmou fonte próxima do processo ao Jornal Económico

Álvaro Covões, que participa através de uma sociedade sua que não é a Everything is New, vai ficar a gerir a arena do Campo Pequeno (incluindo a realização de espectáculos) e o centro comercial. Já o fundo de António Pires de Lima e de Sérgio Monteiro, antigo secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações de Pedro Passos Coelho, vai gerir o parque de estacionamento.

Não há ainda informação sobre se a Praça mantém a realização das tradicionais Corridas de Toiros.

O Jornal Eco avançou na semana passada com a notícia de que o empresário Álvaro Covões e o fundo Horizon,  ganharam o concurso do Campo Pequeno. Na altura ainda não tinha sido assinado o contrato, o que acabou por acontecer nesta quinta-feira.

O negócio acontece depois da insolvência da Sociedade de Renovação do Campo Pequeno decretada em 2014 e posterior designação de uma administradora de insolvência, Paula Mattamouros Resende. Em 2014 as dívidas já ultrapassavam, de resto, os 100 milhões de euros.

Álvaro Covões é promotor de concertos e espetáculos no país. É fundador e diretor geral da Everything is New, que organiza o festival Nos Alive, por exemplo.

Já o fundo Horizon é especializado em gestão de infraestruturas, foi criado por António Pires de Lima e por Sérgio Monteiro e está associado ao consórcio da Morgan Stanley nas torres de telecomunicações que em consórcio compraram à Altice.

Ler mais
Recomendadas

Sonaecom contesta arresto judicial de ações da NOS detidas em conjunto com as empresas de Isabel dos Santos

Decisão do juiz Carlos Alexandre limita direitos de voto e distribuição de dividendos da Zopt, “holding” detida em partes iguais pela Sonaecom e por empresas controladas pela filha do antigo presidente de Angola.

Tecnológica BOLD faz parceria com Ministério da Economia

Empresa de Bruno Mota vai com a Google Cloud ajudar duas comunidades tecnológicas apoiadas pelo Governo.

BPI antecipa três dias o pagamento de pensões de reforma

O objetivo é contribuir para proteger a população com idade superior a 65 anos, permitindo o levantamento faseado e evitando a aglomeração de pessoas no dia 9 de abril, em que os balcões dos Bancos funcionam apenas até às 13h00. O banco diz que não vai cobrar taxas de antecipação do pagamento.
Comentários