Candidato à presidência do SL Benfica apresenta solução financeira em parceria com fintech portuguesa

Este financiamento adotado pela candidatura de Rui Gomes da Silva será efetuado “através das receitas geradas pela utilização de uma Carteira Digital não bancária, com acesso por parte dos sócios e adeptos do Benfica a um cartão visa pré-pago e a um leque de serviços inovadores”.

O candidato à presidência do SL Benfica, Rui Gomes da Silva, apresentou esta quinta-feira uma solução de financiamento em parceria com a fintech portuguesa Pagaqui no sentido de financiar as modalidades e as Casas do Benfica.

Explica a candidatura em comunicado que este financiamento será efetuado “através das receitas geradas pela utilização de uma Carteira Digital não bancária, com acesso por parte dos sócios e adeptos do Benfica a um cartão visa pré-pago e a um leque de serviços inovadores”.

Em informação remetida à imprensa, a candidatura de Rui Gomes da Silva esclarece que esta “é a primeira vez que um clube desportivo em Portugal lançará uma solução que permitirá a todos os sócios e adeptos usarem soluções de pagamento, utilizando um cartão virtual e físico, e uma app, para pagar tudo o que necessitam no seu dia a dia”.

“Sei bem as dificuldades que as Casas do Benfica atravessam, com a ausência de receitas durante o período de confinamento, um problema que se arrasta atualmente. Juntamos a isto o modelo que rege a relação entre o SL Benfica e as Casas do Benfica. Um modelo desadequado, que não responde às necessidades reais, e que não recompensa as Casas por tudo o que dão ao clube em serviços e proximidade
aos sócios e adeptos”, explicou o candidato.

Recomendadas

Transferências em tempo de pandemia: quais são as tendências? Veja o “Jogo Económico”

Acompanhe o “Jogo Económico” no site e nas redes sociais do Jornal Económico mas também no canal “A Bola TV”. E reveja-o através da plataforma multimédia JE TV.

Cristiano Ronaldo recuperado da Covid-19 após 17 dias

“Cristiano Ronaldo realizou novo teste, que teve um resultado negativo. Desta forma, o jogador está recuperado e deixa de estar sujeito ao isolamento domiciliário”, anunciou a Juventus, através do site oficial.

Premier League. Proibição de patrocínios de casas de apostas pode significar perdas de 44,5 milhões

Depois de serem banidos os patrocínios de marcas de tabaco ou bebidas alcoólicas, e de terem sido apertadas as regras para os anúncios a casas de apostas durante os jogos, o apertar do cerco à publicidade feita por estas empresas pode dificultar ainda mais a situação financeira dos clubes numa altura em que a proibição de públicos nos estádios promete fazer mossa.
Comentários