PremiumCEO da Peugeot: “Fábrica em Mangualde faz um trabalho extraordinário”

O responsável executivo da Peugeot elogiou o trabalho da fábrica de Mangualde, admitindo que será mantida no futuro, sem alterações. Diz que o diesel não acaba e prevê o ‘boom’ elétrico.

“Aterrei no Porto e passei lá um belo dia. Fui a Vigo e voltei ao Porto para assistir ao lançamento do novo 2008. Foi um bom momento”, diz Jean-Philippe Imparato, CEO da Peugeot, quebrando o ‘gelo’ antes de iniciar a entrevista ao Jornal Económico (JE). Considera esse novo modelo um carro “sympa”? – foi a questão prévia do JE ao CEO da Peugeot. “É super cool e todos estamos muito entusiasmados com este carro” – eis a resposta, antes de arrancar a entrevista formal por teleconferência. O JE esteve nas instalações da Peugeot em Sacavém. E o CEO esteve na sede da Peugeot, em Rueil Malmaison, perto de Paris. Falou sobre a fábrica de Mangualde, reconhecendo que o seu trabalho é “extraordinário”. Sobre o diesel, nega que a indústria tencione descontinuar estes motores. E sobre os elétricos, diz que não continuam caros porque as rendas de leasing já estão ao mesmo nível dos restantes veículos.

Como explica o crescimento da Peugeot na última década?
É interessante constatar que o crescimento registado nos últimos dez anos pela Peugeot a nível global foi replicado no mercado português, embora em Portugal a marca tenha estado mais vezes em alta na evolução da quota de mercado e no volume de viaturas vendidas. Em termos gerais, isso deve-se às caraterísticas do produto. Na análise da nossa performance durante esta década em segundo lugar fica, certamente, a melhoria da qualidade intrínseca do produto e do nosso serviço.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

CEO da RealFevr: “Temos 60 mil pessoas por semana a jogar na nossa plataforma”

Fred Antunes, CEO da RealFevr, plataforma de ‘fantasy leagues’, esteve na última edição do “Mercados em Ação” e referiu que com 250 mil utilizadores ativos e 60 mil pessoas a jogar semanalmente, “não faz sentido que a plataforma não evolua para o deliver de conteúdos”.

Fred Antunes, CEO da RealFevr: “Queremos ser um marketplace de fantasy leagues”

Fred Antunes, CEO da RealFevr, plataforma de ‘fantasy leagues’, antecipa os próximos passos da plataforma: “a integração do cross sell dentro da plataforma é a evolução do que queremos ser, ou seja, um marketplace de fantasy leagues.

Prémios ‘Grandes Escolhas’ elegeram os melhores vinhos nacionais de 2019

A entrega destes 30 prémios decorreu, num jantar em Sangalhos, Anadia, numa cerimónia que pretendeu reconhecer os grandes protagonistas do mundo da enologia e da gastronomia nacionais.
Comentários