CGD não fez um rebranding… mas “um lifting” à marca

O banco admite que as agências vão ter um “lift” (rejuvenescimento) de imagem para ficarem mais modernas. A primeira a “beneficiar” da nova imagem é a agência do Lumiar que hoje contou com a vista de Paulo Macedo, CEO do banco.

Foto Cedida

O azul está mais azul e aparece combinado com o cor de laranja e com o amarelo. O banco liderado por Paulo Macedo recuperou o lettering da CGD do passado, parece mesmo um rebranding da marca, mas fonte oficial da CGD diz que “não há nenhum rebranding, há uma agência mais arejada, com mais cor, com uma disposição física mais ágil para servir os clientes”.

O banco admite que as agências vão ter um “lift” (rejuvenescimento) de imagem para ficarem mais modernas. A primeira a “beneficiar” da nova imagem é a agência do Lumiar que hoje contou com a vista de Paulo Macedo, CEO do banco.

A agência do Lumiar inaugura o novo modelo de atendimento ao cliente. No interior do balcão haverá ecrãs gigantes onde os clientes poderão consultar preçários dos serviços em formato digital ou fazer simulações de créditos.

A CGD fez uma espécie de Feng Shui na decoração dos balcões, que é como quem diz, mudou os móveis de sítio de modo a criar um ambiente ficar mais harmonioso para os clientes.

O banco prefere chamar-lhe “operativa mais ágil e rápida com tecnologia e um layout onde todos os empregados estão virados fisicamente para os clientes”.

Recomendadas

Caixa Geral está a vender Mercedes para atingir metas da recapitalização

Campanha de crédito “imbatível” está a chegar por email a clientes. Banco justifica com metas “extremamente exigentes”. E diz que não está a promover o endividamento, pois clientes acederiam na mesma a outras opções de financiamento do mercado.

PremiumCTT injetam 100 milhões no banco para comprar 321 Crédito

BCE autorizou aquisição porque os CTT garantiram aumento de capital. Na AG, 44% do capital presente, incluindo o maior acionista Champalimaud, recusou menção de louvor à gestão de Lacerda.

PremiumCGD está a vender Mercedes para atingir metas da recapitalização

Campanha de crédito “imbatível” está a chegar por email a clientes. Banco justifica com metas “extremamente exigentes”. E diz que não está a promover o endividamento, pois clientes acederiam na mesma a outras opções de financiamento do mercado.
Comentários