PremiumChiara Manfletti: “Queremos multiplicar por dez o volume de negócios na próxima década”

Na primeira grande entrevista concedida desde que assumiu o cargo à frente da Portugal Space – Agência Espacial Portuguesa, Chiara Manfletti assume o objetivo de captar um investimento de 2.500 milhões de euros e criar mil postos de trabalho.

Na primeira grande entrevista concedida desde que assumiu o cargo à frente da Portugal Space – Agência Espacial Portuguesa, Chiara Manfletti traça ao Jornal Económico a meta de multiplicar por dez o volume de negócios do setor espacial no nosso país na próxima década. Até 2030, o objetivo é captar investimento específico para esta área de atividade na casa dos 2.500 milhões de euros, balançado entre investidores públicos e privados, e criar mil postos de trabalho qualificados. Num trajeto programado por diversas iniciativas e projetos, pautados por uma pretendida e crescente aproximação entre a Agência Espacial Portuguesa e as empresas nacionais, sejam elas do cluster aeroespacial ou dos mais diversificados setores de atividade, até chegar ao cidadão comum, ao consumidor final.

Como pode o cidadão comum beneficiar desta relação mais estreita pretendida entre a Portugal Space e as empresas dos vários setores de atividade?
Diria que quase todas, se não todas, as nossas atividades diárias são de alguma forma influenciadas ou melhoradas pela tecnologia espacial. A utilização de dados via satélite beneficia a vida quotidiana do cidadão comum de muitas maneiras que, em geral, implicam uma redução de custos, poupança de tempo, aumento da segurança e melhores condições ambientais. Se utilizar dados de satélite para a agricultura, os recursos (água, nutrientes, máquinas-ferramentas, etc.) são melhor geridos, o que significa que o produto final será mais barato e mais sustentável.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Governo prepara novas linhas de financiamento às exportações

O secretário de Estado da Economia, João Correia Neves, que está em Milão na maior feira de calçado do mundo, vai colocar verbas do Portugal 2020 à disposição das empresas para a promoção da presença digital nos mercados internacionais.

Liberty cria ecossistema na ‘cloud’ pública

Construir um seguro à medida de cada um e uma oferta personalizável é o objetivo da Liberty Seguros com um novo ecossistema, afirma Alexandre Ramos, da área tecnológica da companhia.

Juíza trava proibição da WeChat nos Estados Unidos

Depois da chinesa Tik Tok, agora é a vez da aplicação de mensagens ver o bloqueio ser impedido, neste caso, pela justiça norte-americana.
Comentários