China Three Gorges compra portefólio espanhol de energias renováveis por 500 milhões de euros

O maior acionista da EDP comprou cerca de 400 megawatts em ativos à Corporacion Masaveu, o segundo maior acionista da energética portuguesa. Acordo só deverá ficar concluído no segundo semestre e está avaliado em 500 milhões de euros.

A maior acionista da EDP, China Three Gorges, anunciou, esta segunda-feira, a aquisição total de um portefólio de energia renovável de mais de 400 megawatts em Espanha, num investimento que poderá variar entre os 400 e os 500 milhões de euros.

De acordo com a notícia avançada pela “Bloomberg”, a China Three Gorges — que detém 19% da EDP — comprou todos os projetos de energia renovável que um consórcio liderado pelo grupo Corporacion Masaveu — que controla 7,2% da energética portuguesa — detinha no país.

O acordo da compra deverá ficar concluído até ao final do ano segundo semestre e inclui uma central de energia solar e 11 parques de produção de energia eólica, informa a agência.

Além da empresa espanhola, o consórcio é composto também pelo grupo belga Korys Group, o Exus Management Partners e ainda um grupo de investidores minoritários portugueses.

A compra vai na sequência da aquisição de 13 ativos em centrais de energia solar em Espanha com mais de 500 megawatts de capacidade. Os investidores chineses também estiveram entre os finalistas para a aquisição do Grupo T-Solar, uma empresa de energias renováveis com presença em Espanha e Itália mas perderam a corrida para a Squared Capital, por 1,5 mil milhões de euros.

Já a Corporacion Masaveu mantém a aposta no sector das energias renováveis, detendo atualmente ativos na ordem dos 340 megawatts nos Estados Unidos, Espanha e Portugal.

Ler mais
Recomendadas

Sonae reforça posição na Sonae Sierra ao comprar 10% do capital desta à Grosvenor

O grupo com sede na Maia passa assim a deter 80% da Sonae Sierra, depois de adquirir 10% por uns estimados 82,16 milhões de euros à Grosvenor.

CEO do Goldman Sachs anuncia investimento de 156 mil milhões de dólares na sustentabilidade

David Solomon, presidente e CEO da Goldman Sachs, anunciou o progresso anual rumo ao compromisso do banco norte-americano em termos de Sustainable Finance Commitment. O banco norte-americano quer que os EUA regressem ao Acordo de Paris.

Administração da Semapa diz que preço da OPA da Sodim é o adequado

A administração da Semapa considera a OPA oportuna e o preço de 11,40 euros, bem como as restantes condições, são as adequadas.  A Semapa também diz que a OPA não prevê a necessidade de proceder a alterações às condições atuais dos trabalhadores e que o perfil de risco de crédito da empresa não será alterado.
Comentários