PremiumChuvadas na Alemanha prestes a inundar eleições de setembro

Com a extrema-direita a insistir na visão populista da tragédia climática e os Verdes a evidenciarem estar do lado certo do problema, o sucessor de Merkel na CDU, Armin Laschet, dificilmente podia ter sido mais desastrado num encontro com familiares das vítimas.

Com a candidata à chancelaria do partido Os Verdes, Annalena Baerbock, à frente em algumas sondagens (apesar de a margem de liderança já ter sido maior), as recentes chuvas devastadoras que desabaram sobre a Alemanha podem em breve inundar as eleições gerais de setembro próximo – e ser mais um problema para a CDU.

A ainda chanceler democrata-cristã, Angela Merkel, tem tido um final de mandato, precisamente o último, em que uma sucessão de problemas estão a ensombrar o ocaso da sua carreira política (presume-se), colocando em causa a permanência do seu partido como o mais votado na Alemanha.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumRuben Eiras: “Solar e eólicas offshore serão mais competitivas que o nuclear em 2040”

A massificação da produção de hidrogénio não dependerá da eletricidade gerada pelo nuclear, admitiu o ex-diretor-geral da Política do Mar e secretário geral do Fórum Oceano ao Jornal Económico.

PremiumAnne Hidalgo: mais uma espanhola interessada no trono de França

Não é a primeira espanhola de nascimento que tenta chegar longe na chauvinista política caseira gaulesa – o ex-primeiro-ministro Manuel Vals, um catalão, faz disso prova viva sem ter de se ir aos compêndios de História Medieval – mas a atual ‘maire’ de Paris propõe-se não só chegar à Presidência da República francesa, como, antes disso, produzir o verdadeiro milagre de fazer renascer o Partido Socialista francês das cinzas onde o ex-Presidente François Hollande o deixou vai para quatro anos.

PremiumGuerra com juízes do Supremo sai cara a Jair Bolsonaro

Mesmo depois de se ter desculpado, o presidente brasileiro estáa perder hipóteses de voltar a ser eleito para novo mandato. E prestes a entrar numa nova fase de tensão com o Supremo Tribunal Federal, desta vez por causa da internet e da venda de armas.
Comentários