Comissão Europeia lança consulta sobre nova estratégia da UE para as florestas

A estratégia, que a Comissão adotará ainda este ano, basear-se-á na Estratégia de Biodiversidade da UE para 2030, abrangerá todo o ciclo florestal e promoverá os muitos serviços prestados pelas florestas. A consulta está aberta até 19 de abril de 2021.

A Comissão Europeia decidiu lançar uma consulta sobre a nova estratégia da União Europeia (UE) para as florestas.

“No âmbito do Pacto Ecológico Europeu, a Comissão publicou hoje [dia 29 de janeiro] uma consulta pública sobre o desenvolvimento de uma nova estratégia da UE para as florestas. A estratégia, que a Comissão adotará ainda este ano, basear-se-á na Estratégia de Biodiversidade da UE para 2030, abrangerá todo o ciclo florestal e promoverá os muitos serviços prestados pelas florestas”, assegura um comunicado do RAPID, Representação Portuguesa da Comissão Europeia em Portugal.

Segundo esse documento, “a estratégia visará também assegurar florestas saudáveis e resilientes que contribuam significativamente para os objetivos de biodiversidade e de clima, para reduzir e controlar as catástrofes naturais, para garantir meios de subsistência e para apoiar a bioeconomia circular e as comunidades rurais”.

“A estratégia ajudará ainda mais a UE a cumprir os seus compromissos internacionais e constituirá a base para uma abordagem coerente e holística para as florestas, que permitirá uma liderança mais forte da UE a nível internacional, no contexto da preparação da Conferência sobre Biodiversidade COP15 em Kunming, da Agenda de Sustentabilidade das Nações Unidas para 2030, do Acordo de Paris, da Convenção sobre a Diversidade Biológica e da Convenção de Combate à Desertificação”, avança o comunicado em questão.

De acordo com os responsáveis da UE, “a consulta procura obter os pontos de vista dos cidadãos, dos operadores económicos e outros agentes sobre a forma de superar os desafios que se colocam às nossas florestas, em especial no que diz respeito ao clima, à biodiversidade, às zonas rurais, ao‑bem-estar socioeconómico e à gestão dos riscos de catástrofes”.

“Também se debruça sobre a forma de mobilizar os instrumentos de apoio da UE, a monitorização das florestas, as indústrias florestais e o objetivo da UE de plantar três mil milhões de árvores até 2030, assegurando simultaneamente a liderança mundial da UE”, conclui o comunicado em questão.

A consulta está aberta até 19 de abril de 2021.

Recomendadas

Produção de abacate no Algarve vai gerar receitas anuais de 40 milhões de euros

Num dos temas mais relevantes no debate sobre a cultura dos abacates no Algarve – o da água – o estudo promovido pela consultora especializada Agro.Ges indica que a água utilizada por esta cultura é, em média, 6.500 m3/ha por ano, o que é semelhante à média das culturas dominantes, nalguns casos ainda menos.

Deputados europeus defendem mais investimento e atenção para o mundo rural

Os organizadores da conferência interparlamentar que está a decorrer esta quarta-feira na Assembleia da República consideram que “as regiões rurais atravessam importantes desafios demográficos, socioeconómicos e estruturais”.

Ana Gomes vai denunciar a Bruxelas eventuais irregularidades na atribuição de fundos à agricultura

A ex-eurodeputada socialista Ana Gomes disse hoje que vai denunciar à Comissão Europeia a existência de irregularidades na atribuição de fundos de apoio à agricultura, situação que terá “destruído a vida” de alguns profissionais, como o agricultor Luís Dias.
Comentários