Competição internacional para ideias ‘cleantech’ oferece 10 mil euros

A UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto e a LIPOR – Serviço Intermunicipalizado de gestão de resíduos do Grande Porto promovem, em Portugal, um programa que apoia ideias que reduzam o impacto negativo no ambiente.

A UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto e a LIPOR – Serviço Intermunicipalizado de gestão de resíduos do Grande Porto promovem, em Portugal, um programa que apoia ideias que reduzam o impacto negativo no ambiente. Ao ClimateLaunchpad podem concorrer ideias de negócio cleantech – relacionadas com energias renováveis, eficiência energética, agricultura, água, transportes, tecnologia industrial e muito mais.

Os projectos selecionados para o programa vão receber apoio na gestão e validação da ideia de negócio, preparação para pitch e acesso à rede internacional de contactos do ClimateLaunchpad. A participação garante, ainda, a oportunidade de frequentar um bootcamp de dois dias com um formador certificado, sessões de mentoria, e a apresentação do negócio a um painel de especialistas nacionais e internacionais.

O vencedor da competição vai receber 10 mil euros, já o segundo e terceiro lugares vão ter um prémio de 5.000 e 2.500 euros, respetivamente. As candidaturas para ideias portuguesas estão abertas até ao dia 26 de maio.

PCGuia
Recomendadas

Emissões do gás CFC-11 aumentaram e estão a afetar camada de ozono. Cientistas culpam China

Uma equipa internacional de cientistas anunciou que as misteriosas emissões de CFC-11 – um gás que danifica a camada de ozono – aumentaram cerca de 7 mil toneladas por ano desde 2012. Cientistas remetem a origem destas emissões para duas províncias na China.

Ministro do Ambiente considera que luta dos estudantes é “a mais justa”

João Pedro Matos Fernandes assegurou que ouve as mensagens dos manifestantes, mesmo quando estes querem ir mais depressa do que o Governo está disposto a ir. Há novo protesto pelo clima na próxima sexta-feira.

Portugal está “a viver de água que não tem”

A Associação Natureza Portugal, que representa a WWF, no país, alerta para má gestão e desperdício no consumo de água em Portugal, e faz recomendações a políticos, empresas e cidadãos, para inverter a situação
Comentários