Concorrência autoriza venda de negócio internacional da NOS a empresa francesa

A venda da NOS International Carrier estava dependente da apreciação da AdC. Apesar da alienação do negócio, a Tofane comprometeu-se a continuar a prestar os serviços da até agora NOS ICS às empresas do grupo NOS. A NOS espera “otimizar a respetiva estrutura de custos relativa à terminação do seu tráfego de Voz e SMS em destinos internacionais”, com esta operação.

Presidente executivo da Nos, Miguel Almeida | Foto de Cristina Bernardo

A Autoridade da Concorrência (AdC) autorizou a concretização da venda da NOS International Carrier, empresa da NOS para o negócio grossista internacional de voz e de mensagens de texto (SMS), à Ibasis Portugal, subsidiária da francesa Tofane Global. A nota da autorização foi dada a conhecer pela NOS, num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários esta terça-feira, 30 de junho. O negócio estava dependente da apreciação da AdC.

“A NOS SGPS S.A informa que na sequência da decisão de não oposição por parte da Autoridade da Concorrência de 16 de junho, foi definitivamente executado o acordo previamente anunciado com a Tofane Ibasis Portugal por objeto, por um lado, a transmissão à iBasis (sociedade integralmente detida pela Tofane), das ações representativas da totalidade do capital social da NOS International Carrier [NOS ICS] de serviços grossistas de trânsito internacional de Voz e SMS, serviços esses que eram anteriormente assegurados pela NOS ICS”, lê-se no comunicado.

No dia 1 de abril, a empresa de Miguel Almeida tinha anunciado que tinha chegado a acordo com subsidiária da Tofane para que esta comprasse o seu negócio internacional de voz e SMS. Apesar da alienação do negócio, a subsidiária da Tofane comprometeu-se a que a continuar a prestar os serviços da até agora NOS ICS às empresas do grupo NOS.

O valor do negócio não é conhecido, mas a telecom nacional fez saber que esta operação permitirá “otimizar a respetiva estrutura de custos [da NOS] relativa à terminação do seu tráfego de Voz e SMS em destinos internacionais, ao mesmo tempo que reforça a sua dedicação à sua atividade central”, segundo o comunicado no dia 1 de abril.

A Tofane Global é uma empresa francesa, com sede em Paris, especializada no transporte internacional de telecomunicações.

NOS vendeu negócio internacional de voz e SMS à Tofane Global

Ler mais
Recomendadas

Luís Filipe Vieira recandidata-se à presidência do SL Benfica

O dirigente máximo dos ‘encarnados’ fez a revelação na reunião dos órgãos sociais que teve lugar esta terça-feira e assumiu-se como candidato à presidência do clube. Caso seja reeleito, poderá manter-se à frente das ‘águias’ até outubro de 2024.

EDP: Despacho de juiz alude a troca de favores entre Mexia e Manuel Pinho

Segundo o MP, foi também acordado, que da parte do ministro haveria a concessão de benefícios indevidos à EDP, através do exercício das suas funções públicas, tendo como contrapartida o apoio da EDP à sua carreira profissional e académica quando saísse do Governo.

CIP apela à aprovação do plano de recuperação: “Previsões de Bruxelas são um novo sinal vermelho”

A Confederação Empresarial de Portugal defende ainda a “rápida” intervenção do Governo português, que passa pela criação de uma ‘bazuca’ nacional’ “que faça mesmo a diferença”.
Comentários