Conferência internacional lança debate sobre habitação colaborativa sénior

Matéria com provas dadas em vários países – nomeadamente na Dinamarca e na Alemanha – o chamado cohousing ainda está a germinar em Portugal. Mas é uma tendência que parece ter vindo para ficar.

‘Cohousing em Portugal – Viver Sustentável’: é este o mote para iniciar a “urgente reflexão sobre a temática da habitação colaborativa sénior em Portugal, numa conferência organizada pela associação portuguesa Hac.Ora Portugal Senior Cohousing Asociation”, refere a organização em comunicado.

A conferência terá lugar esta sexta-feira, 22 de Fevereiro, no Auditório da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, e conta com a participação de oradores nacionais e internacionais vindos de vários países onde esta tendência já se encontra consolidada ou em fase de consolidação.

São vários os exemplos de cohousing na Europa. O primeiro projeto de cohousing foi construído em 1972, na Dinamarca. Hoje em dia, 8% da população da Dinamarca vive em cohousing. No Reino Unido existem atualmente 21 cohousing estabelecidos, na Suécia 47 e apenas na cidade de Berlim são 127. Em Espanha, o primeiro projeto de habitação colaborativa surgiu em 2007. Hoje em dia, existem à volta de 40 projetos em desenvolvimento.

“A população portuguesa está num processo de envelhecimento acelerado, resultante do aumento da esperança de vida, da diminuição da natalidade e dos fenómenos migratórios. Temos 3,6 milhões de reformados, representando 34% da população; há necessidade de responder ao problema crescente do isolamento e solidão dos seniores ativos”, refere Nuno Cardoso, presidente da Hac.Ora.

“Impõe-se desenvolver novas estratégias para a habitação deste estrato populacional. A Habitação Colaborativa/Cohousing poderá contribuir para uma mudança de paradigma na habitação dos séniores activos, melhorando a qualidade de vida e o bem-estar destes, propiciando o gosto pela independência num ambiente de vivência colaborativa e de autogestão do equipamento. A Hacora tem por missão lançar este debate na sociedade Portuguesa”, sublinhou.

Durante a conferência, serão apresentados estudos, experiências e testemunhos de diferentes partes da Europa, nomeadamente da Suécia, da Hungria e de Espanha. Um alargado grupo de convidados, nacionais e estrangeiros, personalidade de referências do cohousing na Europa, integrará diferentes painéis de discussão possibilitando ao público presente uma visão aprofundada do tema.

”Trata-se de uma seleção diversificada de profissionais, académicos, empreendedores e responsáveis autárquicos, que abordarão as temáticas da habitação, do design, da demografia, da tecnologia e da sociologia das relações a par de exemplos de cohousing, no norte e centro da Europa, e também na vizinha Espanha”, refere ainda a organização.

A abertura do evento estará a cargo de Nuno Cardoso, presidente da Hac.Ora, e de António Sousa, Reitor da Universidade do Porto, enquanto que o encerramento contará com a intervenção de Alexandre Fonseca, CEO da Altice, e de Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto.

Ler mais
Recomendadas

Trabalhadores de Lisboa correspondem a quase metade da população em teletrabalho do país

A região Norte também apresentou um peso significativo na população em teletrabalho do país sendo, contudo, a expressão do teletrabalho na população empregada residente naquela região bastante menos expressiva do que a verificada na região de Lisboa.

Covid-19: Portal do auto-agendamento para vacinação começa hoje a funcionar (com áudio)

As pessoas com mais de 65 anos já podem escolher a data e o local para serem vacinados através do Portal do Auto-agendamento para Vacinação contra a Covid-19, que entra esta sexta-feira em funcionamento.

Covid-19: Incidência acumulada na Alemanha continua a subir

A incidência acumulada de covid-19 em sete dias aumentou na Alemanha para 164 casos por 100 mil habitantes, em comparação com 161,1 de quinta-feira, com 27.543 novas infeções nas últimas 24 horas.
Comentários