Consórcio europeu cria o “maior telescópio ótico” da atualidade

A junção dos quatro telescópios, que se localizam no Observatório Europeu do Sul, levou à criação de um “único telescópio gigante”, o maior da atualidade relativamente ao poder coletor (medição da quantidade de luz captada pelo telescópio), conseguindo medir o equivalente ao de um telescópio de 16 metros de diâmetro.

This image shows ESO’s La Silla Observatory perched on the outskirts of the Chilean Atacama Desert and cloaked in an iridescent sky. Deep reddish hues permeate the right side of the frame and give way to the Milky Way, which can be seen with stunning clarity from La Silla, a location boasting some of the darkest and clearest night skies on Earth. The red and greenish-yellow glow is caused by airglow — a glow caused by the Earth’s atmosphere that is usually only seen from space, or at very dark locations. Hogging the limelight in this frame is the silver dish in the foreground — the Swedish–ESO Submillimetre Telescope (SEST). Although it was decommissioned in 2003 and is no longer in service SEST still provides a picturesque target for keen photographers as it reflects the bright lights and colours of the skies above. In the background of the image is the rounded dome that houses the ESO 3.6-metre telescope, host to the High Accuracy Radial velocity Planet Searcher instrument (HARPS). HARPS is the world’s foremost exoplanet hunter, and has successfully found more low-mass exoplanets than any other planet hunter to date. This image was taken by ESO Photo Ambassador Yuri Beletsky, who takes astronomical images like these during his spare time while working as an astronomer at ESO’s La Silla Paranal Observatory.
Ler mais

Através do instrumento Espresso, concebido para procurar planetas parecidos com a Terra capazes de suportar vida, investigadores europeus criaram o “maior telescópio ótico em termos de poder coletor”, informou o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA) esta terça feira.

A junção dos quatro telescópios, que se localizam no Observatório Europeu do Sul (ESO), levou à criação de um “único telescópio gigante”, o maior da atualidade relativamente ao poder coletor (medição da quantidade de luz captada pelo telescópio), conseguindo medir o equivalente ao de um telescópio de 16 metros de diâmetro, lrefere o IA.

Este resultado, continua o comunicado, foi possível graças à ‘coudé train’, uma componente do espetrógrafo (instrumento que decompõe a luz nas suas várias cores) Espresso, construída pela equipa portuguesa, que engloba investigadores do IA.

A ‘coudé train’ é composta por nove elementos óticos “de qualidade excecional”, que levam a luz desde os telescópios até ao espectrógrafo, com o mínimo de perdas, ao longo de um trajeto com 60 metros, acrescenta o comunicado.

O Espresso tem por objetivo procurar e detetar planetas parecidos com a Terra, capazes de suportar vida, bem como testar a estabilidade das constantes fundamentais do Universo, com recurso ao Método das Velocidades Radiais.

Este método permite detetar exoplanetas (planetas fora do Sistema Solar) através de pequenas variações na velocidade (radial) das estrelas.

“A equipa científica do Espresso está agora a preparar afincadamente as observações, que devem começar em outubro deste ano. É uma nova fase do projeto”, indicou o investigador do IA e da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, Nuno Cardoso Santos, referido no comunicado.

Alexandre Cabral, investigador do IA e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, acredita que este resultado “é uma façanha para a instrumentação em astronomia a nível mundial” e “um marco para a história da instrumentação para astronomia em Portugal”.

O consórcio responsável pelo desenvolvimento e construção do Espresso é constituído por instituições académicas e científicas de Portugal, Itália, Suíça e Espanha e membros do ESO, sendo a participação portuguesa financiada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

Relacionadas

NASA descobre sistema com 8 planetas, parecido com o da Terra

Há no universo outro sistema planetário idêntico ao sistema solar. A descoberta da Nasa tem especial significado por ter sido feita com recurso a ferramenta de inteligência artificial da Google.
Recomendadas

Energias renováveis: Portugueses entre os que mais consomem energia ‘limpa’ na União Europeia

Portugal conquistou a medalha de bronze no pódio, sendo o terceiro país na União Europeia que maior percentagem das suas necessidades energéticas são satisfeitas com energias renováveis.

Enfermeiros avançam com seis dias de greve

Anúncio do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) ocorreu no balanço do segundo dia de greve do setor, que segundo a estrutura sindical terá rondado os 75% a 80%.

Vem aí um outono quente: temperaturas podem aproximar-se dos 40 graus

Évora, Setúbal, Santarém, Lisboa e Beja estão sob aviso amarelo para este fim-de-semana.
Comentários