Construtora Mota-Engil coloca uma emissão de 75 milhões em obrigações para os pequenos investidores

O pagamento da taxa de juro bruta é de 4,375%. A oferta pública de subscrição arranca na próxima segunda-feira, dia 14 de outubro e termina no dia 25 do mesmo mês.

A construtora Mota-Engil vai avançar para a emissão de uma nova dívida para pequenos investidores no valor de 75 milhões em obrigações com uma maturidade até 2024, de acordo com um comunicado enviado pela empresa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) esta quinta-feira.

A empresa paga uma taxa de juro bruta de 4,375%, com a oferta pública de subscrição a arrancar na próxima segunda-feira, dia 14 de outubro, às 8h30 e terminando no dia 25 do mesmo mês, às 12h para as áreas profissionais e contrapartes elegíveis, e às 15h00 para a generalidade.

A previsão desta colocação é de 75 milhões, o correspondente ao número de obrigações Mota-Engil 24, mas pode vir a crescer até ao dia 23 do presente mês. O investimento mínimo é de 1.500 euros, o que equivale a três obrigações no valor de 500 euros.

Além desta nova dívida, todos os investidores cujos títulos venciam ao longo dos próximos dois anos, vão poder trocá-los por obrigações que terminam o prazo mais tarde. Por cada obrigação Mota-Engil 2020 vai equivaler a uma Obrigação Mota-Engil 2024 e um prémio o valor de 5,04 euros.

Já as obrigações Mota-Engil 2021, vão equivaler a 20 obrigações Mota-Engil 2024 e um prémio no valor de 169 euros.

Recomendadas

Construtoras portuguesas limitam empresas chinesas em Angola, diz Fitch

Entre as empresas portuguesas e brasileiras analisadas pela Fitch, a Mota Engil e a Odebrecht destacam-se, com a empresa portuguesa “a ter seis das sete principais obras no país, enquanto a Odebrecht representa 60% das maiores construções brasileiras em Angola”.

Reabilitação urbana em Portugal inverteu em abril tendência de crescimento

Segundo o barómetro mensal da AICCOPN para este segmento de atividade, “o nível de atividade das empresas contraiu-se 3,8%, variação que reflete, em grande medida, os constrangimentos resultantes das atuais condições operacionais das empresas.

Mota-Engil ganha novo contrato de 230 milhões de euros na Polónia

Esta adjudicação contempla a construção de um troço de cerca de 15,2 quilómetros na ‘S1 expressway Kosztowy – Bielsko-Biała. Section II’. Tem um pazo de execução de três anos.
Comentários