Contratos precários aumentam 1,8 pontos percentuais entre 2008 e 2017

Portugal é depois da Croácia o país europeu onde o trabalho precário mais subiu neste período.

Apesar da recuperação do emprego que se verifica desde 2013, os contratos precários cresceram 1,8 pontos percentuais entre 2008 e 2017, de acordo com uma análise efetuada pelo Jornal de Notícias/Dinheiro Vivo com base em dados do Eurostat.

Segundos os últimos dados do departamento de estatísticas da União Europeia, Portugal está no segundo lugar da lista de países com mais contratos precários: 2,9% em 2017, mais do dobro do que se verificava em 2008.

A análise do JN/Dinheiro Vivo incide sobre os contratados não permanentes de duração igual ou inferior a três meses entre 2008 e 2017 e revela que no primeiro ano desse período, os contratados representavam 1,1% dos trabalhadores por conta de outrem. Em 2011, o pior ano neste tipo de vínculos, os contratados chegaram a representar 3,6% dos trabalhadores por conta de outrem. Em 2017, o peso dos contratados era de 2,9%.

Na União Europeia, somente a Croácia apresenta um valor superior ao Portugal, com um aumento de 3,6 pontos percentuais entre 2008 e 2017.

Recomendadas

Qual o truque por trás da fortuna de 87,4 mil milhões de euros de Bill Gates?

Apesar de ter descido uma posição na lista dos multimilionários, a fortuna de Gates aumenta a cada minuto e o co-fundador da Microsoft permanece em modo de criação de riqueza.

CCB espera escolher e fazer contrato ainda este ano para hotel e zona comercial

Em causa está a análise da única proposta candidata ao projeto, apresentada pela construtora Mota-Engil, e a comissão criada para o efeito terá ainda de avaliar se são cumpridos todos os requisitos do caderno de encargos.

Uber celebra Semana Europeia da Mobilidade com promoções para os utilizadores

Para celebrar a iniciativa da Semana Europeia da Mobilidade, “a Uber desafia os lisboetas a adotar uma dinâmica de mobilidade intermodal” durante a semana que está a decorrer.
Comentários