Gortázar: “O objetivo no BPI para 2020 é alcançar uma rentabilidade superior a 10% e uma eficiência em torno de 50%”

Na lista das prioridades está impulsionar o crescimento do negócio em Portugal, disse o CEO do CaixaBank aos acionistas na Assembleia Geral.

Realizou-se hoje a Assembleia Geral do CaixaBank, e nela Gonzalo Gortázar, CEO do banco espanhol, destacou que “o crescimento do resultado para 1.684 milhões – o maior da história – é baseado na melhoria dos negócios do CaixaBank em Espanha e também na contribuição do BPI, que contribui com 10% do resultado”, disse.

Na lista das prioridades está impulsionar o crescimento do negócio em Portugal. “Entre as prioridades para este ano, está promover o crescimento dos negócios em Portugal”, disse Gonzalo Gortázar, que dedicou também parte da sua apresentação para detalhar os principais números do banco português, que valorizou “muito positivamente” a sua evolução no ano após a aquisição.

O BPI “conseguiu manter a sua actividade comercial graças ao esforço e trabalho constante, e conquistou clientes e fortaleceu sua posição no mercado, disse presidente do banco que detém o BPI.

O CEO adiantou que o objetivo no BPI para o ano 2020 supõe “alcançar uma rentabilidade superior a 10% e uma eficiência em torno de 50%”.

Por fim sintetizou o compromisso social do CaixaBank em cinco dimensões: “Integridade e transparência, manter a ação social e o voluntariado, continuar a promover a inclusão financeira, e  continuar a aplicar o melhor”.

“A maior intensidade comercial do ano permitiu ao CaixaBank melhorar a qualidade e sustentabilidade do produto bancário (96% da receita vem da atividade principal do negócio bancário) e manter a excelente posição de liquidez e solvência”, referiu também o presidente executivo do CaixaBank.

“Continuámos a digitalizar o interior do banco, e já temos 99% de nossos processos digitalizados. Durante 2018, já fizemos 68 milhões de assinaturas digitais”, referiu ainda Cortázar no seu discursonaos acionistas. 

Por fim, Gonzalo Gortázar também se referiu à melhoria sustentada da rentabilidade do banco com sede em Valência, que passou de 3,4% em 2014 para 8,4% no final de 2017, “muito próximo do objetivo estabelecido no Plano Estratégico 2015-2018, de atingir entre 9% e 10% “. “Portanto,” concluiu Gortázar, “2017 foi um ano excelente, tanto na perspectiva comercial quanto na perspectiva de resultados, o que nos deixa confiantes no futuro”.

 

Ler mais
Recomendadas

Fidelidade regista maior número de participação de sempre após tempestade Leslie

A seguradora criou uma unidade operacional móvel com o objetivo de “quantificar e avaliar os prejuízos sofridos com a maior rapidez e proximidade possível junto da população afetada, agilizando melhor os processos de indemnização”.

Multicare: valor de prémios anual atinge 270 milhões de euros em 2017

A marca também reforçou a liderança do mercado de seguros de saúde em Portugal, alcançando uma quota de mercado de 37%, em setembro último.

Bancos passam a comunicar contas PPR ao fisco

Até agora, estas contas estavam excluídas de reporte ao fisco, sendo uma exceção constante do regime de troca automática de informações financeiras com a Autoridade Tributária e Aduaneira.
Comentários