Corticeira Amorim investe 10 milhões na cortiça à prova de água

Nova tecnologia estará operacional no início de 2018 e permitirá à empresa portuguesa aumentar a capacidade de produção industrial de pavimentos em quatro milhões de metros quadrados.

A Corticeira Amorim vai investir 10 milhões de euros no reforço da capacidade de produção de ‘Hydrocork’, uma tecnologia que permite a produção de cortiça impermeável à água.

A nova tecnologia estará operacional no início de 2018 e permitirá à empresa aumentar a capacidade de produção industrial de pavimentos em quatro milhões de metros quadrados.

Dois anos após o lançamento da gama de pavimentos ‘premium Hydrocork’, da marca Wicanders, a Corticeira Amorim está a investir 10 milhões de euros no reforço da sua capacidade de produção.

“Esta decisão reflete a grande recetividade do mercado à ‘Hydrocork’, em inúmeras geografias, que culminou num crescimento de vendas muito rápido e que faz deste produto um dos que apresenta, na história da Corticeira Amorim, a mais rápida penetração de mercado”, explica a Corticeira Amorim em comunicado.

António Rios de Amorim, presidente e CEO da empresa, afirma que “este investimento visa dotar uma das áreas de negócio mais relevantes da Corticeira Amorim de uma capacidade de resposta robusta às solicitações do mercado”.

“A tecnologia em causa é ainda mais relevante na medida em que potencia os processos de I&D [Investigação & Desenvolvimento] para uma nova geração de compostos de cortiça verdadeiramente inovadores”, adianta o referido responsável.

Para os responsáveis das Corticeira Amorim, o forte crescimento da ‘Hydrocork’ está alicerçado nas suas vantagens competitivas, que têm sido bem percecionadas pelos clientes, nomeadamente pelo facto de: ser à prova de água, ter uma reduzida espessura e consequentemente ser de fácil e rápida instalação, a que se juntam os benefícios da tecnologia ‘Corktech’ (isolamento térmico e acústico, bem-estar corporal, conforto e resistência ao impacto).

“Além disso, a gama ‘Hydrocork’ apresenta ainda uma garantia vitalícia para uso doméstico. Estas características, por um lado, permitem estender a utilização de um pavimento com cortiça a divisões como a cozinha e a casa de banho, e, por outro lado, fazem de ‘Hydrocork’ uma opção de alto valor acrescentado para o mercado da reabilitação”, acrescenta o referido comunicado da Corticeira Amorim.

Com a nova tecnologia, a Corticeira Amorim passará, a partir de 2018, a deter uma capacidade de produção própria adicional de quatro milhões de metros quadrados de pavimentos por ano.

Com a nova linha industrial, será também possível desenvolver um aglomerado de cortiça isento de PVC e com emissões reduzidas de CO2, além de se conseguir uma gama mais ampla de espessuras, densidades e larguras.

A Wicanders é a marca ‘premium’ da empresa Amorim Revestimentos, que desde 1978 produz soluções de pavimentos, sendo líder mundial na produção e distribuição de pavimentos com incorporação de cortiça e estando presente em mais de 55 países

Ler mais
Recomendadas

Novos pilotos da TAP vão ter formação no Reino Unido

A formação para ‘Type Rating’ em Airbus A320 começou já este mês e decorrerá nos centros de treino da L3 em Southampton e Gatwick, no Reino Unido, garante a companhia aérea nacional.

Agentes de navegação denunciam paragem laboral no porto de Setúbal

Já há várias semanas consecutivas está a decorrer uma greve dos estivadores às horas extraordinárias nos portos de Lisboa e de Setúbal.

BPI montou a Oferta Pública de Distribuição de Ações da Allianz SE dirigida a trabalhadores

O Banco Português de Investimento foi o banco que ficou com a Organização e Montagem desta operação em Portugal
Comentários