Corum assegura rentabilidade dos seus fundos de investimento, apesar da Covid-19

A Corum, sociedade francesa que gere mais de 4 mil milhões de euros em soluções de poupança, anunciou que os seus fundos, Corum Origin e Corum XL, comercializados em Portugal, já asseguraram os objetivos de rentabilidade previstos para este ano.

Reuters

Os fundos Corum vão cumprir as metas de rentabilidade previstas para este ano, diz a gestora em comunicado. Os fundos Corum Origin rendem 6% aos acionistas e Corum XL pelo menos 5%, adianta a empresa.

“O fundo Corum Origin vai fechar o ano com uma taxa de 6% e o Corum XL já assegurou a meta de 5%, podendo, no entanto, ainda chegar, de acordo com as estimativas da equipa da Corum, aos 5,5%”, diz a sociedade gestora em comunicado.

A Corum, sociedade francesa que gere mais de 4 mil milhões de euros em soluções de poupança, anunciou que os seus fundos, Corum Origin e Corum XL, comercializados em Portugal, já asseguraram os objetivos de rentabilidade previstos para este ano.

Os fundos da Corum investem exclusivamente no sector empresarial e, ainda que ambos os fundos tenham registado solicitações de adiamento ou suspensão de rendas na sequência dos efeitos da pandemia provocada pela Covid-19, estes pedidos não tiveram impacto significativo na performance nem do Corum Origin nem do Corum XL

José Gavino, diretor da Corum em Portugal, destaca que “é com grande satisfação que podemos anunciar já, em setembro, aos nossos acionistas, que vamos atingir os objetivos de rentabilidade dos nossos fundos definidos para este ano. Há nove anos que cumprimos ou superamos as nossas metas e este ano, de tantas incertezas com a pandemia Covid-19, vamos mais uma vez cumprir aquilo a que nos propusemos. Esta performance é a prova da força dos alicerces dos nossos fundos imobiliários”.

 

Ler mais

Recomendadas

Wall Street fecha semana no verde com perspetiva de estímulo à economia a sobrepor-se à fraca criação de emprego

Apesar dos fracos números da criação de emprego em novembro, os mercados animaram-se com as declarações de Nancy Pelosi sobre um possível acordo bipartidário para um pacote de estímulos à economia americana, isto depois do líder do Senado ter admitido o mesmo na quinta-feira.

Bolsa de Lisboa fecha em alta numa sessão animada em toda a Europa

Galp dispara mais de 5% com subida do preço do petróleo, após o anúncio de um acordo da OPEP+ em suavizar os aumentos previstos de produção de crude. O BCP fechou em alta de mais de 2% e já está acima dos 12 cêntimos.

Vencedor de concurso da Católica Porto Investment Club alerta que CBDC são “questão de segurança nacional”

Nuno Loureiro, vencedor do concurso Champion Chip 2020, organizado pela Católica Porto Investment Club, alerta que a infraestrutura tecnológica que suporta moedas digitais emitidas por um banco central (CBDC) poderão ser alvo de ataques cibernéticos de outros Estados.
Comentários