Corum reforça aposta no mercado nacional com abertura de escritório em Portugal

A gestora francesa de fundos de investimento gere ativos avaliados em mais de três mil milhões de euros. Com sede em França, a Corum Investments conta com escritórios em Paris, Lisboa, Londres, Dublin, Amesterdão, Viena e Singapura.

A Corum, sociedade gestora independente focada em soluções de investimento com ativos avaliados em mais de três mil milhões de euros, acaba de anunciar a abertura de um escritório em Portugal.

Em Portugal, a Corum já investiu, através dos seus fundos, 60 milhões de euros na aquisição de 11 imóveis em vários pontos do nosso país. Estas aquisições, foram feitas através dos fundos Corum Origin e Corum XL, que investem na compra de imóveis comerciais para arrendar a empresas, fazendo ainda a gestão interna dos edifícios e distribuindo os rendimentos pelos subscritores dos fundos. Atualmente os fundos Corum contam com mais de 40 mil subscritores.

Sobre a aposta nas novas instalações, o diretor da Corum em Portugal, José Gavino, detalha, em comunicado, que traduz a aposta no mercado nacional, contando para tal com equipas financeira, comercial e de marketing dedicadas exclusivamente ao mercado português.

Sobre a atividade da empresa em França, José Gavino explica ainda que “fundos imobiliários como os da Corum são instrumentos comuns de poupança” e salienta que existem há 50 anos e têm hoje mais de um milhão de subscritores. No total gerem ativos que ultrapassam os 50 mil milhões de euros e os subscritores são maioritariamente pequenos aforradores que procuram soluções de poupança de longo prazo e com baixo risco. Em seu entender, “a política de transparência e o dividendo mensal distribuído pelos subscritores são duas características que tornam os fundos da Corum únicos no mercado português. Os subscritores podem ainda reinvestir o valor dos dividendos e reforçar a sua posição”.

Recomendadas

Novo Banco confirma que a venda carteira de malparado Nata II foi autorizada pelo Fundo de Resolução

O banco confirma assim a notícia avançada hoje pelo Jornal Económico. O Novo Banco já registou nas contas a venda da carteira de malparado ao fundo Davidson Kempner.

Estas são as sugestões dos gestores de marketing para impulsionar a marca Portugal

O ‘think-thank’ Portugal Agora desafiou quatro gestores de Comunicação e Marketing a apresentar medidas para divulgar o país enquanto produto/marca. “Basta tirar peso e dar suporte às empresas para que possamos atrair talento e ideias. Já existem coisas soltas, mas é preciso juntar as várias peças e criar um espaço onde se reúna tudo: uma espécie de Alentejo tecnológico”, defendeu o responsável da Novabase.

PremiumFundo de Resolução autoriza venda do Nata II

Novo Banco já registou nas contas a venda da carteira de malparado ao fundo Davidson Kempner.
Comentários