Corum reforça aposta no mercado nacional com abertura de escritório em Portugal

A gestora francesa de fundos de investimento gere ativos avaliados em mais de três mil milhões de euros. Com sede em França, a Corum Investments conta com escritórios em Paris, Lisboa, Londres, Dublin, Amesterdão, Viena e Singapura.

A Corum, sociedade gestora independente focada em soluções de investimento com ativos avaliados em mais de três mil milhões de euros, acaba de anunciar a abertura de um escritório em Portugal.

Em Portugal, a Corum já investiu, através dos seus fundos, 60 milhões de euros na aquisição de 11 imóveis em vários pontos do nosso país. Estas aquisições, foram feitas através dos fundos Corum Origin e Corum XL, que investem na compra de imóveis comerciais para arrendar a empresas, fazendo ainda a gestão interna dos edifícios e distribuindo os rendimentos pelos subscritores dos fundos. Atualmente os fundos Corum contam com mais de 40 mil subscritores.

Sobre a aposta nas novas instalações, o diretor da Corum em Portugal, José Gavino, detalha, em comunicado, que traduz a aposta no mercado nacional, contando para tal com equipas financeira, comercial e de marketing dedicadas exclusivamente ao mercado português.

Sobre a atividade da empresa em França, José Gavino explica ainda que “fundos imobiliários como os da Corum são instrumentos comuns de poupança” e salienta que existem há 50 anos e têm hoje mais de um milhão de subscritores. No total gerem ativos que ultrapassam os 50 mil milhões de euros e os subscritores são maioritariamente pequenos aforradores que procuram soluções de poupança de longo prazo e com baixo risco. Em seu entender, “a política de transparência e o dividendo mensal distribuído pelos subscritores são duas características que tornam os fundos da Corum únicos no mercado português. Os subscritores podem ainda reinvestir o valor dos dividendos e reforçar a sua posição”.

Recomendadas

Sonae diz-se preocupada com o ‘Luanda Leaks’

O grupo cruza interesses com Isabel dos Santos na NOS e por pouco não aumentou a exposição às parcerias com a empresária angolana através da ida dos hipermercados para aquele país africano.

Grupo Vila Galé confirma desistência do projeto de Una na Bahia

“Nunca houve ali indígenas, nunca ali houve uma reserva indígena, não há, nem vai haver, como vão ver daqui a pouco tempo, quando surgir a decisão final”, garantiu Jorge Rebelo de Almeida reagindo às notícias de que o projeto iria inviabilizar uma reserva de indígenas brasileiros.

Vila Galé vai investir 45 milhões e abrir mais três hotéis em 2020

Com a abertura destas três unidades hoteleiras e a ampliação do Vila Galé Douro Vineyards, o grupo irá aumentar a sua oferta em 318 quartos – atualmente gere mais de 7.500 quartos – elevando de 34 para para 37 hotéis em Portugal (27) e no Brasil (dez).
Comentários