Covid-19. 50 ventiladores e mais material médico encomandados pela EDP devem chegar esta semana

“Conseguir o material mais crítico nesta luta de todos contra a pandemia foi possível pelo nosso compromisso e pelo apoio decisivo da China Three Gorges e da embaixada portuguesa na China”, disse António Mexia, CEO da EDP, em comunicado.

Cristina Bernardo

Os 50 ventiladores, 200 monitores médico e outros equipamentos médicos encomendados pela EDP e pela China Three Gorges (CTG), empresa estatal chinesa e acionista maioritária da energética portuguesa, chegaram este domingo à embaixada nacional em Pequim e deverão chegar a Portugal esta semana.

Em comunicado, a empresa liderada por António Mexia referiu que “o material de apoio adquirido pela EDP e pela China Three Gorges (CTG) para reforçar o apoio aos hospitais portugueses e equipas médicas no combate à atual pandemia foi entregue hoje na Embaixada de Portugal em Pequim. Os equipamentos – que incluem 50 ventiladores, 200 monitores médicos e ainda consumíveis e materiais de suporte – envolvem um investimento de 4 milhões de euros e deverão chegar a Portugal durante a próxima semana”.

“Conseguir o material mais crítico nesta luta de todos contra a pandemia foi possível pelo nosso compromisso e pelo apoio decisivo da China Three Gorges e da embaixada portuguesa na China”, disse António Mexia.

A cerimónia da entrega contou com a presença do embaixador português em Pequim, José Augusto Duarte, e de elementos da EDP e da CTG.

“Com esta iniciativa, a EDP reforça as medidas de apoio que tem lançado no sentido de participar no esforço coletivo das equipas médicas que estão no combate à pandemia. Entre as ações que a EDP tem desenvolvido está também a doação de 500 mil euros para aquisição de materiais essenciais para garantir a proteção de pacientes e pessoal médico em hospitais no combate ao novo coronavírus. Esta lista inclui 500 mil máscaras cirúrgicas, mais de 20 mil máscaras para respiradores e 10 mil fatos de proteção – todos estes equipamentos deverão ser entregues ao longo das primeiras três semanas de abril”, conclui a nota.

Relacionadas

EDP antecipa pagamento de 30 milhões de euros a fornecedores

Cerca de 1.200 empresas, essencialmente pequenos negócios e PME, receberão no próximo mês aquilo que deveriam receber em maio.
Recomendadas

Reino Unido vai lançar novo pacote de estímulos à economia

“Estamos a tentar identificar projetos prontos para começar. Queremos avançar com isso”, afirmou um membro do governo britânico ao “Financial Times”.

Retoma da economia traz novos desafios ao país

Endividamento e tesouraria das empresas portuguesas encontram-se entre as principais fragilidades apontadas pelos analistas. Apesar da quebra provocada pela pandemia de Covid-19, o setor do turismo pode surpreender.

Respostas rápidas: Como vai funcionar o novo Instrumento de Apoio à Solvabilidade europeu

O novo instrumento temporário proposto pela Comissão Europeia é dirigido a empresas “economicamente viáveis”, mas que enfrentam problemas de solvabilidade provocados pela crise da Covid-19. Quer desbloquear 300 mil milhões de euros para empresas situadas na União Europeia e um dos critérios de acesso é que com base nas contas de 2019 não apresentassem já necessidades de auxílios.
Comentários