Covid-19: Microestados europeus são os que têm mais casos por habitante e Suíça ultrapassa Itália

Peso dos infetados no total da população é especialmente elevado em São Marino, Vaticano, Ilhas Faroé, Andorra, Islândia, Luxemburgo e Liechtenstein. Nesta quarta-feira Portugal era o 24.º país com mais diagnosticados por milhão de habitantes e o 15.º país com maior número de mortes em relação ao número de habitantes.

São Marino

Os sete países com maior número de casos de doentes de Covid-19 per capita têm o comum o facto de serem microestados europeus com dezenas ou centenas de milhares de habitantes. E o mais atingido, com uma média de 5.511 infetados por milhão de habitantes (ainda que tenha pouco mais de 33 mil, 208 dos quais diagnosticados com a doença que está a paralisar o mundo), é São Marino, um pequeno enclave rodeado de Itália por todos os lados que é a república constitucional mais antiga do Mundo. E também o único país que supera o seu martirizado vizinho no que toca a vítimas mortais da pandemia por milhão de habitantes, com 619 (relativos a 21 óbitos), valor quase cinco vezes mais grave do que a média de 124 em Itália.

Tal como São Marino, também o segundo país com mais infetados com o coronavírus per capita é um enclave no território italiano, ainda mais pequeno em dimensão e população: o Estado do Vaticano tem apenas quatro casos (e nenhuma vítima mortal), mas isso chega para que ascendam a 4.994 por milhão de habitantes. Seguem-se as Ilhas Faroé, com um valor de 2.701 (e 132 infetados), Andorra (2.433), Islândia (2.160), Luxemburgo (2.129) e Liechtenstein (1.338).

No que toca aos principais países assolados pela Covid-19 com mais do que um milhão de habitantes sobressai a Suíça, com a maior percentagem de infetados no total da população (1.259 casos por cada milhão, e um total de 10.897 diagnosticados), ultrapassando a Itália, cujos 74.386 doentes com Covid-19 – o que deverá levar a que supere a China como o país com maior número de infetados nos próximos dias, depois de a ter ultrapassado em número de mortes – resultam num valor de 1.230 casos por milhão de habitantes. Logo a seguir, na décima posição, encontra-se Espanha, com 1.059 casos por milhão de habitantes.

Segundo os dados oficiais às 22h00 desta quarta-feira, permanentemente atualizados pelo site Worldometer, Portugal era o 24.º país do mundo com maior proporção de infetados no total da população, pois os 2.995 casos confirmados traduziam-se em 294 por milhão de habitantes, acima dos 195 por milhão dos Estados Unidos e dos 56 por milhão da China.

Itália e Espanha destacam-se nas mortes

Com São Marino também muito destacado nas mortes causadas pela Covid-19 (619 óbitos por milhão de habitantes), Itália e Espanha são os outros dois países onde a pandemia está a ter um impacto mais dramático, com 124 e 78 óbitos por milhão de habitantes, refletindo o elevadíssimo número de mortes nos últimos dias, que elevou para 7.503 italianos e 3.647 espanhóis as vítimas da pandemia até quarta-feira.

Logo atrás vem o Irão (25 mortes por milhão de habitantes), que foi um dos primeiros países a serem afetados pelo coronavírus, a Holanda (21), a França (20), a Suíça (18) e a Bélgica (15), sendo esse o mesmo valor atingido pelas Ilhas Caimão, onde já morreram oito doentes.

Por seu lado, Portugal é o 15.º país do mundo com maior número de mortes causadas pela Covid-19, com quatro óbitos por milhão de habitantes, acima dos três por milhão dos Estados Unidos e dos dois por milhão da China.

Ler mais
Recomendadas

Mais de 80% dos pacientes infetados com Covid-19 estão a recuperar em casa

Segundo os dados hoje divulgados, existem 1.124 profissionais de saúde infetados pelo novo coronavírus (Covid-19) em Portugal.

Comissão Europeia encerra processo de infração contra Portugal relativa à utilização indevida de dados dos passageiros

A CE informa ainda que está atualmente a avaliar se as medidas de transposição adotadas pelos oito Estados-membros estão em conformidade com as disposições da diretiva.

Covid-19: Polícias e bombeiros são prioritários nos testes a partir de hoje

As forças e serviços de segurança e os bombeiros vão ser a partir de hoje prioritários nos testes à Covid-19, anunciou a secretária de Estado da Administração Interna.
Comentários