Cozinha virtual Kitch fecha ronda de investimento de 1 milhão de euros

A startup tecnológica, fundada por Nuno Rodrigues e pelo ex-diretor da Uber Portugal Rui Bento, vai utilizar o montante para expandir as operações em Lisboa, cerca de duas semanas depois de ter chegado à capital.

A startup portuguesa Kitch anunciou esta quarta-feira que fechou uma ronda de financiamento pre-seed de 1 milhão de euros para expandir as suas operações na cidade de Lisboa. A empresa fundada por Nuno Rodrigues e pelo ex-diretor da Uber Portugal Rui Bento está desde o início de maio a construir cozinhas exclusivamente dedicadas à entrega de refeições na capital.

Agora, a tecnológica conquistou os fundos de capital de risco Seedcamp (britânico) e Mustard Seed Maze (português), que lideraram a operação, bem como um fundo do grupo Keys Asset Management – investidor do LX Factory – e investidores individuais, entre os quais João Cepeda (fundador e presidente do Time Out Market), Cleo Sham (chefe de Operações da Spotahome) ou Antonio Costanzo (fundador e CEO da EMMAC Life Sciences).

No âmbito deste processo, o conselho de administração da Kitch passou a contar com Orson Stadler, diretor sénior do fundo de impacto Mustard Seed Maze, além da dupla de cofundadores.

A startup assume-se tecnológica, mas recusa apelidar-se de app de entregas ou restaurante. “Somos uma cozinha distribuída pela cidade que reúne os restaurantes preferidos e os chefs mais criativos. Uma cozinha onde tudo é pensado de raiz para a experiência de encomendar e comer em casa ”, explicou o antigo diretor da Uber Portugal, aquando do lançamento da empresa.

A Kitch – composta por onze colaboradores – tem uma comunidade de restaurantes e chefs escolhidos pela empresa e trabalha com os espaços de restauração para criar conceitos adaptados ao consumo ao domicílio, o que envolve a seleção dos ingredientes, das receitas e embalagens, por exemplo.

Entre os restaurantes dessa comunidade está a taqueria Pistola y Corazón, que entrou no mercado de entregas em casa com o conceito “Las Gringas”. Há ainda o GoJuu, que traz para o digital o seu sushi tradicional através da marca GoJuu Go e o rámen através do Tonkotsu Rámen. Destaque também para o Nómada (UMIKAI), com pokés, temakis e sushi de fusão, o Marlene Vieira ou a marca de cerveja Musa.

“A forma como as pessoas comem está a mudar rapidamente, e a Kitch proporciona a infraestrutura que permitirá que os restaurantes se adaptem e sejam bem sucedidos neste novo contexto, ao mesmo tempo que constrói uma marca que será reconhecida pela excelência operacional. Existe uma enorme oportunidade para a Kitch se tornar num dos poucos negócios que definirão o futuro da comida, um mercado extremamente complexo”, garante Sia Houchangnia, sócio do Seedcamp.

Ler mais
Recomendadas

Portugal em 7º lugar no indicador global de literacia financeira, segundo a OCDE

Portugal, através do Ministério da Educação, participou pela primeira vez, em 2018, no exercício de avaliação de literacia financeira do Programme for International Student Assessment (PISA), cujos resultados foram divulgados no passado dia 7 de maio.

80,6 mil milhões de euros. Mark Zuckerberg já é mais rico que Warren Buffett

O ‘Business Insider’ explica que a subida de Zuckerberg se deveu aos resultados inesperados da plataforma e ao aumento do número de utilizadores durante o primeiro trimestre de 2020.

António Saraiva: “Empresas precisam de apoios a fundo perdido. Não querem agravar dívida”

O barómetro semanal CIP/ISCTE revela que 82,2% das empresas preferem apoios para capitalização que não agravem o seu endividamento e 41,7% dizem que querem suspender ou cancelar investimentos previstos para 2020. O presidente da CIP, António Saraiva diz que as necessidades das linhas de apoio às empresas aumentaram para 10,5 mil milhões de euros.
Comentários