Crescente importância dos programas de fidelização para as PME

Entre as várias ferramentas de marketing, os programas de fidelização permitem, acima de tudo, comunicar as oportunidades que foram desenhadas para cada cliente.

Atualmente, a concorrência e a diversificação de meios e canais de comunicação são dois dos maiores desafios que os negócios tradicionais e as pequenas e médias empresas mais enfrentam. Para a maioria dos sectores de atividade, a base de sucesso a longo prazo para estas empresas passa por uma forte estratégia de marketing que sustente a fidelização e recomendação.

Na era da transformação digital, as PME estão ainda numa fase inicial de utilização das tecnologias e meios digitais e sociais. Questionam a utilização estratégica de alguns canais de comunicação tornando, por vezes, a comunicação ineficiente. Segundo um estudo da PSE (Produtos e Serviços de Estatística), 42% das PME em Portugal utiliza diariamente e semanalmente o email para atividades de marketing, sobrepondo o correio eletrónico a outros meios, nomeadamente no contexto digital e de social media.

Se considerarmos, entre as várias ferramentas de marketing, os programas de fidelização e as vantagens que estes trazem para todas as empresas, levando ao aumento da satisfação dos clientes e à consequente recomendação, podemos hoje considerá-los uma oportunidade estratégica também na expansão da rede de negócios das pequenas e médias empresas em Portugal.

Trata-se não só de conhecer o cliente, os seus hábitos e preferências mas, fundamentalmente, de poder comunicar-lhe as oportunidades que foram desenhadas para si. O facto de o cliente se sentir único, especial e de ter uma comunicação direcionada, estreita as suas relações com a empresa e leva a que, naturalmente, se fidelize e a recomende.

Segundo dados da Nielsen (2008), um quarto dos titulares de cartões de fidelização tem maior propensão a comprar com mais frequência. Para garantir o aumento desta frequência, as empresas recorrem a programas com benefícios específicos e orientados para as necessidades dos seus clientes.

A Cashback Solutions trabalha todos os dias nesse sentido. Integrada no modelo de negócio da comunidade de compras Cashback World, as PME podem beneficiar de inúmeras vantagens que representam um precioso contributo para o seu negócio. O programa inclui não só ferramentas de CRM que permitem este estreitamento da relação com o cliente, como permite, também,  identificar tendências de consumo e preferências que vão permitir melhor explorar o benefício da comunicação desenvolvido pela marca.

Trabalhar ativamente para manter os clientes frequentes é a chave para o sucesso económico da maioria das PME, se considerarmos que custa até sete vezes mais ganhar um novo cliente do que manter um.

Os programas de fidelização trazem hoje às PME um conhecimento mais consistente sobre os seus clientes, tendências de mercado e de consumo, aumentando a possibilidade de fazerem crescer o seu negócio pela via da satisfação e recomendação dos clientes, reforçando desta forma o seu posicionamento dentro dos seus sectores de atividade.

Recomendadas

Sonae Sierra: projeto de renovação do CascaiShopping eleito o melhor da Europa

O projeto de renovação, que contou com um investimento de 14 milhões, e do centro comercial que conta com 73.800 m2 de Área Bruta Locável (ABL), 199 lojas distribuídas por dois pisos, 40 restaurantes, sete salas de cinema (uma delas IMAX) e o inovador “Cascais Kitchen”.

Monte da Ravasqueira: Das adegas alentejanas para as mesas da China e dos EUA

Negócio de vinhos do Grupo José de Mello isolou as exportaçõese a criação de valor como vetores de desenvolvimento. No ano passado,o volumede negócios disparou 30%e a tendência mantém-se positiva em 2019.

Clientes são os vencedores do ‘confronto’ entre FinTech e a banca

Com a aposta no digital, a banca segue o exemplo das FinTech em identificar soluções para resolver as exigências dos clientes.
Comentários