Custos da construção em habitação nova aumentaram 5,1% em março

Este valor representa um crescimento de 2,8% face ao verificado no mês anterior. Por sua vez, o custo da mão de obra subiu 7,6%, mais 1,7% em comparação com fevereiro.

Os custos da construção em habitação nova registaram um crescimento homólogo de 5,1% no mês de março, o que representou um aumento de 2,8% face a fevereiro, de acordo com o Índice de Custos de Construção de Habitação Nova (ICCHN), divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta sexta-feira, 7 de maio.

Olhando para os preços dos materiais, no mês em análise verificou-se um aumento de 3,3%, face aos 2,8% registados no mês anterior, enquanto o custo da mão de obra subiu 7,6%, em comparação com 1,7% de fevereiro.

Por sua vez, o custo da mão de obra contribuiu com 3,1 pontos percentuais (p.p), enquanto acomponente dos materiais contribuiu com 2,0 p.p.

Em termos da variação mensal do ICCHN foi de 1,3% em março, sendo que o custo dos materiais aumentou 0,1% e o custo da mão de obra 3,1%. As componentesda mão de obra e materiais contribuíram com 1,3 e 0,0 p.p., respetivamente, para a formação da taxa de variação mensal do ICCHN.

Recomendadas

Grupo UHUB adjudica residência universitária do Lumiar à Gabriel Couto

Mercado das residências universitárias está a aumentar. O grupo – em que pontifica Jaime Antunes, Hugo Gonçalves Pereira e a gestora de ativos Atrium – inaugurou no ano passado uma infraestrutura semelhante junto ao polo universitário da Asprela, no Porto.

Pedro Teixeira Duarte renuncia ao cargo de presidente do grupo Teixeira Duarte

“Esta decisão pessoal foi tomada depois de mais de 40 anos de trabalho, contribuindo para uma empresa melhor, um grupo familiar melhor, um mundo melhor”, diz a empresa.

Mota-Engil encaixa cerca de 104 milhões de euros com aumento de capital

O aumento de capital de 100 milhões de euros, reservado a acionistas, foi feito para acomodar o reforço da posição da gigante estatal chinesa, a China Communications Construction Company (CCCC), no grupo português.
Comentários