Das telecomunicações aos créditos: Saiba como pode poupar dinheiro

Nos dias que corre é fundamental atacar todas as fontes de desperdício. Usar o seu dinheiro com critério e ponderação. Aproveite para cortar as suas despesas, passo fundamental para aumentar as suas poupanças e a sua segurança financeira.

Doutor Finanças

Temos ouvido e lido muito sobre o ‘Tsunami’ económico que aí vem. Depois das economias terem travado a fundo e algumas mesmo ficarem suspensas, teremos de iniciar o longo caminho de recuperação. No entanto, é já hoje possível preparar-se para o que aí vem e assumir as rédeas. Deixamos-lhe algumas dicas para aproveitar algum tempo extra que tem atualmente para poupar dinheiro.

Ganhe consciência da sua saúde financeira

É verdade. São estas as alturas que nos permitem ter uma maior noção sobre o estado das nossas finanças pessoais. O facto de estarmos confinados a casa permite-nos ganhar consciência de onde gastamos o nosso dinheiro. Esta reflexão vai tornar possível identificar despesas que não faziam sentido (lembra-se daquele alarme que se esqueceu de cancelar ou daquela assinatura de ginásio onde nunca ia?). Algumas despesas poderão ser retomadas mas outras certamente que pode eliminar sem colocar em causa a sua qualidade de vida.

O HomeBanking é o seu melhor amigo

Procure visitar o seu homebanking nos próximos dias e analise o histórico de movimentos. Esteja especialmente atento aos débitos diretos e a despesas recorrentes. Adicionalmente, procure analisar as comissões bancárias que estarão a ser debitadas. As mais comuns serão despesas de manutenção de conta, despesas com descoberto autorizado ou juros de utilização do saldo e comissões de transferência. Para estes casos há soluções, como os cada vez mais em voga bancos digitais ou equiparáveis, como o Revolut ou o Openbank. É possível poupar muito dinheiro pela transferência da sua conta para outro banco.

Aproveite o tempo adicional para cortar custos

Existem campos onde a poupança financeira será mais evidente do que outros. Nesta fase todos os euros fazem diferença mas sugerimos que comece nas principais despesas mensais, só depois passando para as seguintes. Algumas sugestões:

· Telecomunicações – Se o seu rendimento foi afetado pela crise poderá pedir à sua empresa de telecomunicações um desconto durante 3 meses. É perfeitamente compreensível e algumas destas entidades estão empenhadas em apoiar os seus clientes. Veja se justifica ter todos os serviços e se pode dispensar algum. Peça descontos e espere pela resposta sem desanimar. Pode ter de aumentar o período de fidelização, mas o que nos fideliza é a resposta do operador e não um contrato desta natureza.

· Seguros – Não nos cansamos de alertar para a importância de termos uma boa carteira de seguros. Isto consiste em ter seguros com boas coberturas e com preços equilibrados. Procure seguradoras especialistas nos vários ramos. Comece por transferir o seguro de vida do seu crédito habitação e por analisar se faz sentido ter um seguro de saúde, para evitar as filas de espera no SNS.

· Créditos – Existem três boas soluções para poupar dinheiro com os seus créditos. A transferência do crédito habitação (para reduzir o spread e o custo dos produtos associados), a consolidação de créditos (para baixar a taxa de juro) e a transformação de créditos de curto prazo (cartões de crédito, por exemplo) em créditos de longo prazo.

Nos dias que corre é fundamental atacar todas as fontes de desperdício. Usar o seu dinheiro com critério e ponderação. Aproveite que tem um pouco mais tempo disponível e corte as suas despesas, passo fundamental para aumentar as suas poupanças e a sua segurança financeira. Em parte só depende de si.

Ler mais
Recomendadas

Saiba como escolher brinquedos com segurança

Opte por brinquedos com informações, avisos de segurança e instruções de utilização em português. Aliás, é obrigatório que toda a rotulagem esteja na nossa língua.

Compras ‘online’ com cartão só com autenticação forte a partir de 31 de dezembro

Com a autenticação forte, o consumidor passará a ter de introduzir dois elementos de identificação, reforçando assim a segurança da transação.

Deco aconselha consumidores a pouparem o seu subsídio de Natal

Assim que receber o seu subsídio, defina um montante para pôr de lado e aplicar na poupança, aconselha a Deco.
Comentários