‘Declare Ação’. Festivais unem-se à Capital Verde Europeia “com um único telefonema”

“Lisboa é a Capital Verde Europeia mas não está concentrada no seu próprio umbigo, está a conversar com todo o país”, declarou Roberta Medina, responsável pelo Rock in Rio e por esta iniciativa.

O mote para o fim do plástico foi dado o ano passado, e este ano Lisboa recebeu a passagem de testemunho de Oslo para ser Capital Verde Europeia. Entre as diversas medidas que envolvem sustentabilidade, estão também envolvidos vários parceiros, entre os quais as entidades promotoras de festivais que acontecem em Portugal.

O presidente da autarquia, Fernando Medina, e o vereador do Ambiente, José Sá Fernandes, convidaram os principais promotores a participar na iniciativa que decorre este ano. Na reunião foi declarado que todos os festivais se uniram para alertar para a emergência climática vivida no mundo, utilizando a Capital Verde Europeia como impulso.

Bastou um telefonema de Roberta Medina para unir todos os promotores de festivais e os presidentes da câmara responsáveis por festivais, para que a campanha de ação fosse iniciada. Coube então à impulsionadora Roberta Medina as apresentações para dar início ao ‘Declare Ação’, um movimento que já está a crescer no globo. “Um movimento que não tem marca de ninguém”, afirmou a responsável pelo Rock in Rio, “temos de fazer a nossa parte enquanto sociedade promotora”.

“Lisboa é a Capital Verde Europeia mas não está concentrada no seu próprio umbigo, está a conversar com todo o país”, declarou a empresária.

Um dos públicos-alvo para os festivais, a geração Z, classificou na Forbes que a música é muito importante e que os artistas influenciam o seu estilo de vida. A promotora do Rock in Rio assume que “embora não possamos controlar os artistas, mostramos o que é possível fazer. Estamos a fazer o nosso papel”.

Álvaro Covões da Everything is New sustentou que os festivais musicais apanham “os espectadores numa forma descontraída e essa é a melhor maneira de lhes passar as mensagens”. “As pequenas ações já começaram e estamos a mudar as consciências dos festivaleiros”, sendo que estes pequenos comportamentos são apenas o início.

Os responsáveis do Vodafone Paredes de Coura afirmaram que este é apenas o “começo de muitas coisas boas”, e que as medidas ambientais não são novidade mas que é necessário ampliá-las.

Também esta medida vai basear-se nos 17 pontos divulgados pela ONU, levando a que os consumidores tenham mais consciência ambiental. As redes sociais vão ser o principal modo de transmissão de mensagens, utilizando os artistas nacionais, o público geral, influenciadores e os patrocinadores.

Fernando Medina encerrou a apresentação e explicou que “a iniciativa partiu do lado dos promotores e daqueles que disseram sim ao primeiro telefonema de Roberta”, sendo que a CML apoia a iniciativa mas esta proveio “dos próprios promotores”.

A apresentação da medida juntou o Rock in Rio, que contou com a presença de Roberta Medina, a Everything is New, com a presença de Álvaro Covões, a Live Experiences, que organiza o EDP Cool Jazz e a ID Not Limits, a MOT que organiza o RFM SOMNI na Figueira da Foz, bem como a Música no Coração, responsável por Galp Beach Party SuperBock Super Rock, SuperBock em Stock, Meo Sudoeste, Sumol SummerFest.

Também presentes estiveram os responsável pelo MEO Marés Vivas, os promotores do Nos Primavera Sound, o Vodafone Paredes de Coura, Sons em Transito e Câmara Municipal de Faro que organizam o Festival F, o EDP Vilar de Mouros, Associação de Promotores de Espetáculos, Festivais e Eventos, Associação Portuguesa dos Festivais de Música e as autarquias de Loulé, Sines e Caminha.

  • Notícia corrigida às 09h56 de 16/01 – No último parágrafo, autarquia de Sintra foi corrigida para autarquia de Sines.
Ler mais
Relacionadas

Lisboa Verde: Mais de 4.500 pessoas plantaram hoje 20 mil árvores na cidade

Mais de 4.500 pessoas plantaram hoje vinte mil árvores em quatro locais de Lisboa, numa iniciativa que marca o arranque da cidade como Capital Verde Europeia 2020, com a ambição de chegar às 100 mil até 2021.

Lisboa Verde: Circulação de carros na Baixa-Chiado será reduzida “ao minímo indispensável”

A zona da Baixa-Chiado, em Lisboa, passará a ser “zona de emissões reduzidas” onde a circulação automóvel será reduzida ao “mínimo indispensável” , anunciou este sábado o presidente da autarquia, Fernando Medina.

Nova Praça de Espanha vai ter parque maior que o Jardim da Estrela

Trabalhos de requalificação da Praça de Espanha arrancaram hoje, devendo estar concluídos no espaço de 10 meses.

Lisboa é mesmo Capital Verde 2020?

Para alcançar as metas previstas para Lisboa no programa da Capital Verde 2020 temos, entre outras, de superar a dependência dos combustíveis fósseis e concretizar a transição energética.

Lisboa Verde: “Estamos juntos e vamos vencer”, diz Marcelo com elogios ao Governo e a Guterres

O Presidente da República elogiou este sábado a ação de Portugal por um ambiente sustentável, declarando o seu apoio ao Governo nesta matéria, e o papel do secretário-geral das Nações Unidas no combate às alterações climáticas.
Recomendadas

Estudo Basef Seguros escolhe Fidelidade

O Basef Seguros – Barómetro de Serviços Financeiros é um estudo de referência realizado há mais de 20 anos pela Marktest, que dá a conhecer o comportamento da população portuguesa em relação ao setor segurador.

Menos de metade das empresas de turismo investiram em inovação no último ano

“Com este estudo, tentámos perceber qual o patamar em que estão as empresas no que respeita à transformação digital e à inovação”, diz Francisco Calheiros.

Quatro sindicatos do setor financeiro juntam-se para criar o “Mais Sindicato”

De acordo com os estatutos, serão agendadas, num prazo de seis meses, eleições para os órgãos diretivos da futura estrutura sindical – Mais Sindicato.
Comentários