Deco aconselha consumidores a pouparem o seu subsídio de Natal

Assim que receber o seu subsídio, defina um montante para pôr de lado e aplicar na poupança, aconselha a Deco.

Com a entrada na época de Natal, aproxima-se a data de recebermos o tão desejado Subsídio de Natal. Para a maioria dos consumidores, este ‘ordenado’ em duplicado ajuda nas compras natalícias e a ganhar uma ‘folga’ extra. E em 2020, um ano tão atípico e difícil, este extra tem certamente um valor acrescido. Todos temos hoje a noção de que num “piscar de olhos” enfrentamos uma situação inesperada e de emergência.

Ter uma poupança preparada para o curto e médio prazo é fundamental, pelo que aconselhamos a:

· Assim que receber o seu subsídio, defina um montante para pôr de lado e aplicar na poupança.

· Faça um orçamento para a época natalícia, defina quanto pretende e pode gastar nas compras de Natal.

· Faça a lista de presentes. Estabeleça um valor máximo a gastar em presentes e por pessoa e não se esqueça: faça as compras o mais cedo possível.

· Caso não possa dar ofertas a todos aqueles a quem desejaria, dê somente a quem considere ser mais importante ‘dar uma lembrança’. O espírito do Natal é a solidariedade e a paz, e não o consumismo desmesurado.

· Se optar por fazer as compras online não se esqueça de estar atento para a privacidade dos dados pessoais, nomeadamente o número do cartão de crédito/débito ou da conta bancária. Assegure-se de que o site é seguro e está identificado comercialmente.

· Na hora de pagar as compras evite recorrer a créditos fáceis e/ou a cartões de crédito. Ao optar por estes, poderá estar a prejudicar o seu bem-estar financeiro, pois poderá não conseguir suportar o pagamento destes nos meses que se avizinham.

Não se esqueça: poupar hoje significa que se está a garantir o cumprimento dos encargos no futuro próximo.

Informe-se no portal GASDECO.

 

Ler mais
Recomendadas

Quer comprar casa? Conheça todos os impostos que terá de pagar

Existem alguns impostos na compra de imóvel que são obrigatórios. Veja como calculá-los e descubra se pode beneficiar de isenção no pagamento destes.

Direito a férias: descubra tudo o que precisa de saber neste guia

Confira a quantos dias tem direito e quais as regras para marcação e acumulação de férias.

Abono de família: quem tem direito e quais os valores?

Conhece os critérios avaliados para a obtenção do abono de família? Saiba aqui se tem direito a este apoio, como pode recebê-lo e qual o montante.
Comentários