Como manter a casa fresca com este calor abrasador?

Na rua, opte por vestir roupas leves e frescas, evite esforço físico e hidrate-se bem. Em casa, feche portas e janelas, corra os estores, persianas ou use toldos durante os períodos de maior calor.

O Verão tardou mas chegou a Portugal. As temperaturas muito elevadas atingem o nosso país e, embora todos os consumidores suspirem pelo sol nestas férias, é fundamental que, com gestos simples, nos prepararemos para enfrentar a onda de calor.

Como manter a casa mais fresca? Siga estes truques simples 

Durante o período de mais calor, feche portas e janelas, corra os estores, persianas ou use toldos. Prefira materiais refletores, com isolamento térmico e de cor clara, como os estores brancos com isolamento térmico ou as venezianas de madeira ou em PVC (de cor clara).

As plantas altas perto da janela também ajudam a criar sombra.

À noite, abra duas janelas opostas para criar correntes de ar e refrescar o interior da casa. Ao arrefecer as paredes, a casa resiste melhor às elevadas temperaturas durante o dia.

Uma ventoinha ou um ventilador de teto são suficientes, quando combinados com as medidas referidas anteriormente, se a sua casa for naturalmente fresca.
Se a casa for quente no verão, mas não quer ou não pode fazer obras de remodelação, instale aparelhos multi-split com uma unidade exterior e duas a cinco interiores. Caso tenha possibilidade de fazer obras, colocando tetos falsos, poderá optar por uma solução em que as unidades interiores ficam ocultas, sendo a distribuição do ar feita através de condutas.

Que actividades deve evitar nos períodos de muito calor:

As tarefas como cozinhar, passar a ferro, fumar e utilizar pinturas ou colas são exemplos de atividades que deve colocar de lado, pois produzem calor e vapor ou contaminam o ar, afetando diretamente a sua qualidade e renovação.

Evite também ligar muitos aparelhos em simultâneo, como lâmpadas, televisores e computadores. A presença de pessoas num espaço fechado faz aumentar a temperatura

Opte por vestir roupas leves e frescas, evite esforço físico e hidrate-se bem.

Ler mais
Recomendadas

“E a Amazónia?” Pulmão do mundo arde há 16 dias. Fumo escureceu céus de São Paulo, a 2.700 quilómetros de distância

O número de focos de incêndios verificados no Brasil é o maior dos últimos sete anos e diversos ativistas acusaram Bolsonaro de estar a silenciar o que está a acontecer. “O pessoal está pedindo para eu colocar o exército para combater. Alguém sabe o tamanho da Amazónia?”, afirmou Bolsonaro.

Ondas de calor, secas extremas, mais chuva: os verões vão mudar completamente com o aquecimento global

O alerta já foi feito pelo Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas, em 2018, sobre os impactos da subida da temperatura em 1,5º Celsius. Agora, um novo estudo vem informar que se o percurso das emissões actuais se mantiver, o aumento dos dois graus Celsius poderá ser alcançado em meados deste século com possibilidade de chegar aos três graus Celsius.

Islândia perde primeiro glaciar e realiza funeral para honrar ‘Ok’

“Nos próximos 200 anos, estima-se que todos os nossos glaciares sigam o mesmo caminho. Este monumento serve para reconhecer que nós sabemos o que está a acontecer e o que precisa de ser feito”, lê-se na descrição da placa colocada para honrar Okjökull.
Comentários