Preço do petróleo em máximos, depois de “purga real” na Arábia Saudita

O Brent aumentou 0,80%, chegando a custar 62,55 dólares (cerca de 53,90 euros) por barril esta segunda-feira – o valor mais alto desde julho de 2015.

Ler mais

O petróleo atingiu um novo máximo dos últimos dois anos, depois de 11 príncipes da Arábia Saudita e dezenas de oficiais e homens de negócios terem sido presos pela nova comissão anticorrupção do país.

O Brent subiu 0,80%, chegando a custar 62,55 dólares (cerca de 53,90 euros) por barril esta segunda-feira – o valor mais alto desde julho de 2015 – quando existia uma crescente incerteza em Riade.

Entre os homens presos encontra-se o príncipe Alwaleed bin Talal, um dos homens mais ricos do mundo e um dos maiores investidor do Twitter, Citigroup e muitas outras empresas internacionais, noticia o Financial Times.

As detenções aconteceram algumas horas depois de o rei Salman da Arábia Saudita ter criado uma nova comissão anticorrupção, e nomeou o seu filho de 32 anos, o Príncipe Herdeiro Mohammed bin Salman, para liderar a comissão.  O aeroporto privado de Riade foi fechado para impedir que jatos privatos fossem usados para ajudar nas possíveis fuga.

O novo organismo tem o poder de emitir ordens de detenção e de proibição de viajar para o estrangeiro, além de poder congelar bens dos investigados e adotar outras medidas preventivas ainda antes de os casos chegarem a tribunal.

Príncipes, ministros e dezenas de ex-ministros sauditas detidos por corrupção

 

Relacionadas
Coligação liderada pela Arábia Saudita fecha ligações ao Iémen após míssil
O comunicado da coligação intensifica a tensão entre o reino sunita ultraconservador e o Irão, o seu rival xiita. Os dois países têm interesses no conflito iemenita.
Príncipes, ministros e dezenas de ex-ministros sauditas detidos por corrupção
Pelo menos 11 príncipes, quatro ministros e “dezenas” de ex-ministros foram detidos na Arábia Saudita por ordem de um comité anticorrupção criado horas antes pelo rei Salman bin Abdulaziz.
Arábia Saudita intercepta míssil balístico lançado contra a capital
A Arábia Saudita intercetou e destruiu hoje, a nordeste de Riade, perto do aeroporto internacional, um “míssil balístico” proveniente do Iémen, em guerra, indicaram responsáveis sauditas.
Recomendadas
Governo de Espanha pondera penalizar os proprietários de apartamentos vazios
No âmbito de uma reforma da Lei de Arrendamentos Urbanos, o Governo liderado por Pedro Sánchez pretende também aumentar a duração dos contratos de arrendamento e colocar no mercado mais de 20 mil imóveis de carácter social.
UTAO: dívida pública fixou-se em 125,8% do PIB no 2º trimestre
Dívida pública na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, atingiu 246,7 milhões de euros, o que corresponde a 125,8% do Produto Interno Bruto (PIB), contra 131,7% no final de junho de 2017.
Facebook está a contratar diretor para departamento de direitos humanos
Facebook tem uma vaga para o cargo de Director of Human Rights Policy.
Comentários