Desabamento na Bélgica. Embaixada de Portugal em Bruxelas acompanha situação junto das autoridades locais

Em resposta ao JE, o MNE garantiu que “a Embaixada de Portugal em Bruxelas procura contactar as famílias das vítimas para prestar todo o apoio necessário e continua a acompanhar a situação, em contacto com as autoridades locais, aguardando confirmação da existência de compatriotas entre os quatro desaparecidos”.

A Embaixada de Portugal em Bruxelas já está a agilizar os contactos junto das famílias das vítimas do desabamento de um edifício em Jos Smolderenstraat na Nieuw Zuid, Antuérpia, Bélgica, de acordo com resposta do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) português ao JE.

As autoridades belgas confirmaram este sábado, 19 de junho, a morte de dois trabalhadores no desabamento de um prédio em Antuérpia, na Bélgica, um dos quais é português. Entre os trabalhadores portugueses, há também a lamentar, até ao momento, um ferido e dois desaparecidos.

As autoridades falam num total de nove feridos, três desaparecidos e dois mortos. A segunda vítima mortal confirmada é de nacionalidade romena.

Em resposta ao JE, o MNE garantiu que “a Embaixada de Portugal em Bruxelas procura contactar as famílias das vítimas para prestar todo o apoio necessário e continua a acompanhar a situação, em contacto com as autoridades locais, aguardando confirmação da existência de compatriotas entre os quatro desaparecidos”.

O MNE lamenta a morte de um cidadão nacional na sequência deste acidente e informa que um outro cidadão nacional está a atualmente internado a receber cuidados hospitalares.

Os trabalhadores foram surpreendidos por uma rajada de vento forte, por volta das 14h45 locais (13h45), que arrastou os andaimes e vários trabalhadores, que ficaram no meio do emaranhado de ferros e placas de madeira, e fez desabar parte do edifício em construção no bairro de Nieuw Zuid.

Os portugueses trabalhavam para a empresa Goorden Bouw en Service.

Relacionadas

Desabamento na Bélgica. Autoridades confirmam quatro sinistrados portugueses, dos quais uma vítima mortal

As autoridades belgas confirmaram este sábado, 19 de junho, que uma das duas vítimas mortais é portuguesa. Entre os portugueses, há ainda a lamentar um ferido e dois desaparecidos.
Recomendadas

Jovens entre 18 e 20 anos podem candidatar-se a 60 mil passes de interrail gratuitos

Os candidatos que ganhem um bilhete podem viajar durante 30 dias, entre março de 2022 e fevereiro de 2023, sendo que por ainda se desconhecer a evolução da pandemia, as reservas são flexíveis.

Bruxelas acusa Biden de “falta de lealdade e transparência” e exige explicações do pacto entre EUA, Austrália e Reino Unido

Charles Michel e von der Leyen consideram que existem “muitas perguntas por responder” depois de Joe Biden ter anunciado uma aliança entre a Austrália e o Reino Unido, tendo desfeito um acordo prévio entre a Austrália e a França sobre compra de submarinos. “Um dos nossos Estados-membros foi tratado de forma inaceitável, por isso queremos saber o que aconteceu e porquê”, frisou a presidente da Comissão Europeia.

Marcelo na ONU: “Conselho de Segurança deve ter presença de África, Brasil e Índia”

É um dos temas mais difíceis no interior da UNO, mas o Presidente português não quis deixar de se lhe referir. A sua intervenção foi toda ela no sentido da defesa do multilateralismo como única arma global para os problemas, que são também globais.
Comentários