Acompanhe o debate sobre os desafios do sector segurador na JE TV

As mesas redondas sobre como os seguros se preparam para a retoma económica e como enfrentam os desafios criados pelas novas tecnologias podem ser vistos em www.jornaleconomico.pt, a partir das 15:00, e contam com a participação de 14 gestores da indústria.

A forma como o sector segurador português reagiu à pandemia de Covid-19 e os desafios que se colocam ao seu desenvolvimento vão estar em debate, esta quinta-feira, num conjunto de três mesas redondas promovidas pelo Jornal Económico e transmitidas pela plataforma multimédia da JE TV.

Os debates podem ser vistos em www.jornaleconomico.pt, a partir das 15:00, e seguem-se à publicação pelo JE do “Quem é Quem no Setor Segurador em Portugal”.

Os impactos da crise pandémica e a forma como o sector segurador está a responder juntou Ricardo Pinto dos Santos, presidente da MDS Portugal; José Inácio, CEO da Advance Care; Joaquim Simplício, membro do conselho de administração da Mútua de Pescadores; e Ana Teixeira, co-founder e CEO da Mudey. Como está o mercado a reagir aos efeitos da pandemia, quais os segurados procurados pelos clientes para este período crítico e como a mobilidade está a afetar as decisões são alguns dos temas abordados.

As novas tecnologias e os novos canais de distribuição e como estão a transformar a indústria são o ponto de partida para um painel com a presença de Ana Aragão, diretora da Victoria Seguros para as áreas Saúde, Pessoas e Vida; de Miguel Costa Duarte, presidente do conselho de administração da Costa Duarte Seguros; de José Pina, CEO da Future Healthcare; de Ricardo Raminhos, administrador-executivo da MGEN; e de Jorge Miranda, Regional Manager da MSG Life Iberia. É sabido que o sector enfrenta mudanças no próprio negócio, como a introdução de novas tecnologias, de novos canais de distribuição e o crescendo da concorrência. Por outro lado, as alterações climáticas têm-se manifestado através de eventos extremos, que aumentaram o poder e a frequência, alterando o perfil dos riscos que as seguradoras enfrentam, em diferentes segmentos, como, por exemplo, no da agricultura.

Finalmente, o quadro macroeconómico, com um invulgarmente longo período de taxas de juro baixas ou negativas, coloca desafios à gestão da rendibilidade dos ativos, quando a margem para o aumento dos prémios é muito limitada. No painel dedicado aos desafios da rendibilidade e os mercados em mudança que obrigam à customização e a novos modelos na resposta às necessidades dos clientes estão presentes Rodrigo Simões de Almeida, CEO da Marsh e da Mercer; Pedro Rego, CEO da corretora F. Rego; João Pedro Borges, presidente do conselho de administração executivo da CA Seguros; Carlos Martins, diretor-geral da Sabseg; e João Cardoso, CEO da Lovys.

O “Quem é Quem no Setor Segurador em Portugal” pode também ser consultado em www.jornaleconomico.pt.

Recomendadas

Banco Montepio passa de lucros a prejuízos de 15,9 milhões de euros no primeiro trimestre

De acordo com um comunicado enviado pelo banco à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a instituição que pertence à Associação Mutualista Montepio refere que para o resultado foi “determinante (…) a obtenção de menores ganhos com transações de títulos relevados na rubrica de Resultados de operações financeiras”.

“Maquiavel para Principiantes”. “Luís Filipe Vieira parece que funcionava como testa de ferro de Ricardo Salgado”

“Amnésia rima com impunidade. Sabem que são os portugueses que pagam os seus calotes e vai continuar o gozo. Luís Filipe Vieira parece que funcionava como testa de ferro de Ricardo Salgado”, destacou Rui Calafate no podcast do JE.

Sindicato dos Quadros cancela manifestação para iniciar diálogo com Santander

“Na sequência dos contactos mantidos nas últimas horas, que perspetivam o relançamento do diálogo com o Banco Santander, o Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) decidiu cancelar a manifestação agendada para hoje em Faro”, diz o sindicato liderado por Paulo Gonçalves Marcos.
Comentários