Disney prestes a abrir uma guerra de gigantes com a Netflix

É já para a semana que a Disney passa a concorrer diretamente com a Netflix. E começa em grande: o pacote de arranque é quase metade do preço do da Netflix.

A Disney está a tentar fazer a transição de líder de televisão por cabo para uma potência no mercado de streaming dominado pela Netflix: o seu serviço de entretenimento digital destinado preferencialmente ao segmento familiar (Disney +), deve estrear nos Estados Unidos na próxima terça-feira.

Em declarações à televisão CNBC, Bob Iger, CEO da Disney disse que a empresa chegou a um acordo para ter a Disney + distribuída na Amazon.com através da Fire TV. Os investimentos para a criarção dos serviços de streaming aumentaram face ao que estava inicialmente previsto.

A Disney + oferecerá uma grande biblioteca de programas de TV e filmes da companhia, da Pixar Animation, da Marvel Studios, e ainda a saga ‘Star Wars e o National Geographic Channel, além de programação original, como uma nova série, a ‘High School Musical’ e um remake da ‘Bela e o Monstro. Custará sete dólares por mês, menos que os 13 dólares do plano mais popular da Netflix, segundo informou a empresa

A Disney + é a pedra angular de uma grande mudança na estratégia da Disney para capturar audiências que abandonaram o cabo e migraram para o on-line. A empresa também oferece o ESPN +, que transmite desportos não vistos no canal por cabo da ESPN, e recentemente assumiu o controlo total do serviço de vídeo online Hulu.

Ao mesmo tempo, a Disney está a integrar as empresas de cinema e TV que comprou à 21st Century Fox para alimentar sua ambição digital.

Na unidade de parques temáticos e produtos de consumo, o lucro operacional tem vindo a aumentar a bom ritmo (17% nos primeiros nove meses do ano, para mais de 1,4 mil milhões de dólares. A Disney abriu um centro de recreação temático da ‘Guerra nas Estrelas’ no Walt Disney World na Flórida, durante este trimestre – algo que já tinha feito na Disneylândia na Califórnia em maio.

A receita total da Disney nos nove primeiros meses do ano aumentou 34%, para 19,10 mil milhões de dólares, superando as estimativas médias dos analistas, que eram de 19,05 mil milhões.

Ler mais
Recomendadas

Exclusivo: Farfetch com ‘breakeven’ em 2021 é “cenário perfeitamente realista”, diz José Neves

Em entrevista ao JE, o CEO diz que a empresa ainda não tem ‘guidance’ oficial, mas vê como correta a estimativa dos analistas sobre o ‘breakeven’ ao nível do EBITDA daqui a dois anos. A melhoria da margem no terceiro trimestre mostra o caminho a seguir, diz, mostrando confiança numa subida das ações. Cotação do título dispara 33% na abertura em Wall Street.

Alibaba entra na bolsa de Hong Kong

O gigante chinês do comércio eletrónico, fundado por Jack Ma, fez uma oferta pública inicial e espera arrecadar o valor equivalente a mais de 12 mil milhões de euros.

Nickelodeon e Netflix unem esforços para combater Disney+

Com mais um rival a surgir no horizonte a parceria com a Netflix, e o investimento subjacente poderão servir como impulsionador e ajudar ambas as companhias a manterem-se competitivas num mercado em expansão.
Comentários