Dona da Ria Blades em Vagos desperta o interesse de grupos asiáticos

Os chineses da Shangai Electric e os nipónicos do grupo Mitsubishi abordaram a Siemens Gamesa para saber se a fabricante de pás eólicas está interessada em vender a totalidade ou parte do seu negócio.

A Siemens Gamesa está a ser cobiçada por vários grupos asiáticos, avança hoje o Expansión. Os chineses da Shanghai Electric e os japoneses do grupo Mitsubishi estão interessados na empresa produtora de pás eólicas, segundo a Reuters que cita o jornal espanhol.

A Siemens Gamesa com sede em Espanha, mas controlada pela alemã Siemens é a dona da Ria Blade fábrica de pás eólicas localizada em Vagos, distrito de Aveiro.

Os contatos com o grupo alemão ainda são preliminares, com os grupos asiáticos a tentar apurar se a Siemens tem o interesse de vender parte ou a totalidade do negócio. A Siemens Gamesa encontra-se num processo de reestruturação numa altura em que o sector vive um momento de consolidação.

A fábrica emprega atualmente 627 trabalhadores e é a maior empregadora de Vagos. A Siemens Gamesa concluiu em abril deste ano a compra da fábrica por 200 milhões de euros à alemã Senvion.

A Ria Blades pretende criar duas novas linhas de produção na fábrica nos próximos dois anos num investimento total de 5,2 milhões de euros que vai permitir a criação de mais 41 postos de trabalho: uma para pás eólicas de 145 metros de diâmetro; outra, uma nova linha-protótipo, para pás de 155 metros de diâmetro, “que visa validar conceitos para permitir o investimento em linhas adicionais para esta tipologia de pá”, segundo um documento da autarquia de Vagos divulgado a 31 de julho pela agência Lusa.

Recomendadas

Goldman Sachs tem mil milhões para investir na logística em Espanha e Portugal

O investimento surge com o objetivo de fortalecer a marca Newdock, criada este ano. Banco norte-americano tem mil milhões de euros para investir no sector logístico na Península Ibérica.

Tesla aumenta lucros no terceiro trimestre para 1,40 mil milhões de euros

No terceiro trimestre de 2020, a Tesla tinha registado um lucro de 331 milhões de dólares (284,36 milhões de euros).
Miguel Maya

BCP e FEI assinam acordo para reforçar apoio às PME em 1,65 mil milhões

O FEI dará ao Millennium bcp uma garantia de até 1,155 mil milhões de euros, com o objetivo de canalizar mais 1,650 mil milhões de euros para a economia. Isto é, do financiamento às PME feito pelo BCP, 70% será garantido por este fundo do BEI. É o maior acordo assinado até hoje com um banco comercial.
Comentários