Dragagens do porto de Setúbal devem começar amanhã

Administração do Porto de Setúbal diz que está a trabalhar com as associações de pescadores para encontrar uma solução que defenda os interesses da comunidade piscatória.

Apesar do crescendo da polémica em torno do projeto, as dragagens do porto de Setúbal deverão arrancar amanhã, dia 11 de dezembro, conforme assegurou hoje a presidente da APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, Lídia Sequeira, em declarações ao programa radiofónico ‘TSF Fórum’.

De acordo com um comunicado da APSS, a que o Jornal Económico teve acesso, “os trabalhos de dragagem terão inicio no canal da barra e estão previstos começar no decorrer desta semana”.

“A previsão é para que decorram até maio de 2020”, adianta o referido comunicado.

De acordo com esta nota informativa, “os primeiros dragados serão colocados no aterro a nascente do terminal ‘Ro-Ro’ [para automóveis] e os restantes nos locais de deposição constantes da Declaração de Impacte Ambiental [DIA].

“A APSS, SA tem estado particularmente atenta às preocupações manifestadas pelas associações de pescadores, com as quais está a trabalhar no sentido de encontrar uma solução que, assegurando o cumprimento da DIA, salvaguarde os interesses da comunidade piscatória de Setúbal.

Relacionadas

Porto de Setúbal diz que estão criadas as condições para avançar com as dragagens

Após uma reunião com a comissão eventual da Assembleia Municipal de Setúbal, a APSS considera que estão criadas “as condições para avançar com os trabalhos de dragagem”.

Dragagens no Sado geram ações judiciais, providências cautelares, requerimentos, petições na AR e manifestações

As obras deverão iniciar-se esta semana, mas a onda de contestação está a crescer, devendo chegar à Assembleia da República na próxima semana.
Recomendadas

Consórcio de espanhóis ganha empreitada para linha férrea entre Évora e Freixo

Empreitada foi consignada hoje, dia 21 de janeiro, pela IP, à Comsa e à Constructora San José. Vale 46,6 milhões de euros e respeita à construção de 20,5 quilómetros de linha ferroviária nova para ligação a Espanha.

Banco Santander lidera Índice de Igualdade de Género da Bloomberg 2020

Para a elaboração do índice foram avaliadas 6.000 empresas de 84 países, tendo-se incluído no final 322 empresas.

BCP integra Bloomberg Gender-Equality Index pela primeira vez

A par da valorização das competências genéricas e específicas, “o Millennium bcp identifica de forma justa, e exclusivamente com base no mérito, os colaboradores com potencial e talento para virem a assumir funções de responsabilidade e complexidade acrescidas”, diz o banco.
Comentários