Duques de Sussex não vão ter tratamento especial pelas autoridades do Canadá

Apesar de a rainha Isabel II ser a chefe de Estado deste país que pertence à Commonwealth, o príncipe Harry não vai ter facilidades na hora de obter a cidadania canadiana, se assim quiser.

Os duques de Sussex anunciaram a sua vontade de sair de cena da vida real, com a intenção de passar mais tempo no Canadá e menos no Reino Unido. Mas, apesar do país pertencer à Commonwealth e ter como chefe de Estado a rainha Isabel II de Inglaterra, o príncipe não vai ter qualquer tipo de facilidade por partes das autoridades do país para obter a cidadania canadiana, se assim o desejar.

O jornal ‘The New York Times’ noticia que os Duques de Sussex vão ser tratados como outros recém-chegados ao país, sendo que o casal vai ter de passar pela imigração e vão ter de realizar tributações para o Estado. O único ponto ainda em discussão é a segurança pessoal do casal, que tem um custo superior a um milhão de libras para os contribuintes britânicos, e quem a deve pagar.

Apesar de terem anunciado a sua intenção de abandonar as suas funções na Coroa Britânica, pouco se sabe sobre os planos dos duques de Sussex, inclusive onde pretendem morar na América do Norte, se escolhem a neutralidade do Canadá ou a ‘casa’ de Meghan, os Estados Unidos.

“Não há provisões na Lei da Cidadania que confira cidadania canadiana a membros da família real”, afirmou o departamento governamental de Imigração, refugiados e Cidadania do Canadá, em comunicado. “Para se tornarem permanentemente residentes legais, eles precisam de se inscrever nos processos normais de migração”.

Ainda assim, o mesmo comunicado avança que “os membros da família real não precisam de pedir autorização para entrar e ficar no Canadá enquanto visitantes”. Ou seja, caso decidam viver no Canadá são obrigados a passar por todas as fases que englobam o processo de imigração.

Um dos exemplos expostos nos requerimentos para obter cidadania canadiana é ter habilitações especializadas ou altos níveis de educação, sendo que Harry apenas conta com experiência de 10 anos ao serviço militar, uma vez que nunca frequentou cursos superiores. Os advogados consultados pela publicação apontam que este pode ser um grande bloqueio para o sexto herdeiro ao trono.

A vida pacata e discreta no Canadá

Fontes do ‘The Sun’ avançaram que Meghan Markle está a residir na casa que o casal alugou para passar o Natal. A mansão está avaliada em 15 milhões de libras e foi recomendada ao casal pelo músico e produtor David Foster, possuindo ainda uma cada de hóspedes.

Meghan Markle voltou para junto do filho Archie Harrison Windsor, que ficou entregue a uma ama quando o casal fez uma visita relâmpago a Londres. A antiga atriz tem sido discreta na sua nova vida, e procura passar despercebida no clima “frio e chuvoso” que se abate sobre o Canadá. “Ela fica boa parte do tempo em casa e só sai por volta do meio-dia”, apontam fontes próximas do casal.

Nas suas viagens, Markle desloca-se sozinha num Range Rover, embora seja seguida de perto por seguranças. Esta semana, segundo as mesmas fontes, “ela deu uma volta de carro pela cidade e foi buscar alguém ao aeroporto, que parecia ser a sua mãe”.

Ler mais
Recomendadas

Portugal apoia plano promovido por Guterres para Covid-19 e valoriza papel da OMS

O primeiro-ministro, António Costa, transmitiu esta sexta-feira o seu apoio ao “plano global” do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, contra a Covid-19 e frisou que Portugal valoriza o papel de coordenação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Espanha regista mais de 12 mil novas infeções e 114 mortes num dia por Covid-19

Madrid continua a ser a comunidade autónoma com o maior número de novas infeções, tendo registado mais 2.941 casos do que o número total notificado na quarta-feira.

Israel: partidos da coligação governamental cada vez mais distantes

O que separa o primeiro-ministro do seu ministro da Defesa é, desta vez, a tentativa de Netanyahu usar a emergência sanitária para impedir uma manifestação contra si marcada para este sábado à noite.
Comentários