Easyjet tem bilhetes a 100 euros para passageiros afetados pela Aigle Azur na rota Porto-Paris

A easyJet afirma que vai oferecer aos passageiros afetados pelo cancelamento dos voos da companhia falida uma tarifa de resgate. Mas apenas pode ser comprada para reservas e viagens da Aigle Azur datadas até 30 de setembro.

A companhia francesa Aigle Azur abriu falência, afetando os passageiros com bilhetes já comprados na rota entre o Porto e Paris.

Em reação, a companhia aérea easyJet divulgou um comunicado esta quinta-feira, 12 de setembro, em que lamenta a situação em que os passageiros da Aigle Azur se encontram, pois nota que a situação está “a causar imensa ansiedade aos seus passageiros”.

Apesar de ter demonstrado interesse na compra da companhia aérea francesa, a easyJet nunca apresentou uma proposta firme. No entanto, a companhia britânica garante estar “a organizar uma operação de resgate dos passageiros afetados na única rota sobreposta: Porto-Paris CDG e Paris CDG-Porto”.

A empresa britânica afirma que vai oferecer aos passageiros que foram afetados pelo cancelamento dos voo “uma tarifa dedicada ao resgate”, no valor de 100 euros. No entanto, esta tarifa apenas pode ser comprada até 30 de setembro. E apenas pode ser comprada para reservas e viagens da Aigle Azur datadas até 30 de setembro, incluindo uma unicamente uma bagagem de porão.

Para os passageiros afetados que queiram optar por estar, a easyJet sublinha que devem contactar o serviço ao cliente. Para fazerem a rota sobreposta, entre Porto e Paris, devem apresentar a referência original da reserva dos voos da Aigle Azur.

Além desta tarifa de resgate, os passageiros que reservem as viagens até ao dia 30 de setembro têm incluída uma bagagem de porão no seu bilhete. A easyJet apresenta ainda o número internacional (0330 365 5010) para os passageiros afetados apresentarem as suas dúvidas.

Ler mais
Relacionadas

Francesa Aigle Azur recebe 14 propostas de interesse na companhia aérea

As manifestações de interesse em relação à Aigle Azur surgem no âmbito do processo iniciado pelo administrador de insolvência designado para administrar a companhia aérea francesa.

Falência da Aigle Azur: franceses “têm muitas alternativas no Porto”, defende Turismo do Porto e Norte

Em declarações à Lusa, Luís Pedro Martins reconheceu que “a falência de uma companhia que voa para o Porto não é, claro, uma boa notícia”, no entanto, acrescenta que “não há razão para alarme”, pois há “muitas alternativas para estes passageiros franceses de Orly”, por isso estão “convencidos de que a procura irá recorrer a essas alternativas”.

Aigle Azur abre insolvência e cancela voos em Portugal, Brasil e Mali

“A Aigle Azur entrou em período de busca ativa de compradores, enquadrada pela justiça comercial, que exige a suspensão gradual dos seus voos programados”, justificou a empresa francesa.
Recomendadas

Luís Filipe Vieira recandidata-se à presidência do SL Benfica

O dirigente máximo dos ‘encarnados’ fez a revelação na reunião dos órgãos sociais que teve lugar esta terça-feira e assumiu-se como candidato à presidência do clube. Caso seja reeleito, poderá manter-se à frente das ‘águias’ até outubro de 2024.

EDP: Despacho de juiz alude a troca de favores entre Mexia e Manuel Pinho

Segundo o MP, foi também acordado, que da parte do ministro haveria a concessão de benefícios indevidos à EDP, através do exercício das suas funções públicas, tendo como contrapartida o apoio da EDP à sua carreira profissional e académica quando saísse do Governo.

CIP apela à aprovação do plano de recuperação: “Previsões de Bruxelas são um novo sinal vermelho”

A Confederação Empresarial de Portugal defende ainda a “rápida” intervenção do Governo português, que passa pela criação de uma ‘bazuca’ nacional’ “que faça mesmo a diferença”.
Comentários