Economia espanhola afunda 21,8% no segundo trimestre, estima Banco de Espanha

A estimativa foi revelada esta terça-feira pelo governador do Banco de Espanha, Pablo Hernández de Cos, durante a comissão de Reconstrução Social e Económica no Congresso dos Deputados de Espanha.

Embora os números possam vir a ser revistos, admitindo que o impacto económico da pandemia da Covid-19 ainda não é exato, o Banco de Espanha estima que a economia espanhola vai sofrer um revés de pelo menos 16%, no segundo trimestre de 2020, calculando que o ritmo da economia pode travar até 21,8%.

A estimativa foi revelada esta terça-feira pelo governador do Banco de Espanha, Pablo Hernández de Cos, durante a comissão de Reconstrução Social e Económica no Congresso dos Deputados de Espanha.

“A estimativa preliminar indica que o PIB [produto interno bruto] diminuiu 5,2% nos três primeiros meses do ano, o que representa a maior queda trimestral da nossa história recente. […] E tudo isto, apesar do facto das medidas de contenção terem afetado apenas as duas últimas semanas do primeiro trimestre”, afirmou Hernández de Cos, citado pelo El País.

De acordo com o jornal espanhol, a mensagem do governador do Banco de Espanha foi de que o pior ainda está para vir e que há muita incerteza quanto ao futuro. O regulador da banca espanhola antecipa que no melhor cenário, dependendo se há ou não há uma retoma económica moderada, o PIB de Espanha cairá entre 9% e 11% este ano. Ma no pior cenário, a quebra do PIB será sempre superior a 15%.

Recomendadas

Testes rápidos esgotam na Alemanha no primeiro dia em que foram postos à venda

O ‘website’ do Lidl bloqueou, após terem sido colocados à venda os primeiros ‘kits’ destes testes que podem ser realizados em casa, enquanto na concorrente Aldi foi registada uma grande afluência de pessoas e os testes esgotaram em poucas horas.

Portugal volta a superar os mil casos diários de Covid-19

A DGS regista este sábado mais 26 mortes e 1.007 casos confirmados da doença causada pelo novo coronavírus. O número de pessoas internadas, tanto em enfermaria como em unidades de cuidados intensivos, voltou a cair. No entanto, a Madeira registou mais 288 infeções.

Madeira recebeu mais 8.500 vacinas

Mais 8.500 vacinas contra a Covid-19 chegaram na sexta-feira à Madeira, anunciou este sábado a Força Aérea Portuguesa, que assegurou o transporte.
Comentários