Ouve música enquanto trabalha? Estas são as dicas para ser mais produtivo

Académicos de Cardiff Metropolitan University têm estudado o impacto no som no desempenho profissional e escolar. O Economize aconselha-o a escolher uma música de que não gosta (ou instrumentais).

Se é um dos colaboradores da empresa que está quase sempre de fones talvez seja hora de repensar aquilo que ouve – sobretudo se costuma ouvir música de que gosta ou se o seu trabalho passa por ler e/ou escrever. Segundo psicólogos e professores da Cardiff Metropolitan University, no Reino Unido, ter uma música de fundo de que se gosta menos pode ser mais produtivo do que se estiver a ouvir algo uma música que gosta muito.

No estudo “Disliked music can be better for performance than liked music” [“Música de que não se gosta pode ser melhor para o desempenho do que a música de que se gosta”], Nick Perham e Martinne Sykora demonstraram que o efeito da música no ouvinte depende também da tarefa que costuma ser executada. Por exemplo, as letras musicais conseguem causar impacto em qualquer trabalho relacionado com a escrita ou a leitura. “Se fizer alguma coisa que exija repetir a informação para se lembrar do pedido, qualquer som que tenha variação acústica reduzirá o desempenho”, afirmou o especialista em cognição.

Para analisar a relação entre a música e o trabalho/estudo, os autores pediram aos participantes que decorassem listas com oito itens em diversas circunstâncias sonoras (silêncio, com música de que gostam e com música de que não gostam). “Os resultados mostraram que o desempenho foi significativamente pior em ambas as condições de música em comparação com o silêncio. Mais importante, o desempenho na condição de música de que gostavam foi significativamente pior do que na condição de música de que não gostavam”, pode ler-se no estudo publicado em 2012.

Dois anos depois, Nick Perham voltou a estudar o assunto, desta vez ao lado de Harriet Currie e com o foco concreto nos estudantes. Na dissertação “Does listening to preferred music improve reading comprehension performance?” [“Ouvir música preferida melhora o desempenho da compreensão de leitura?”], os docentes apuraram que os inquiridos que estudaram em ambientes silenciosos apresentaram um desempenho 60% superior no exame do que os seus colegas que o fizeram enquanto ouviam músicas com letras. No entanto, ao contrário do documento anterior, era indiferente se ouvissem músicas de que gostavam ou de que não gostavam.

Recomendadas

Veja os países da União Europeia onde os preços das casas mais subiram em 2018

Segundo o Eurostat, Portugal foi o país da União Europeia onde se verificou uma maior subida dos preços da habitação no ano passado.

Consultar o livrete dos carros vai passar a ser mais fácil. Conheça o novo Documento Único Automóvel

O novo DUA entra em vigor em 01 de agosto e aplica-se, numa primeira fase, a novas matrículas, e em 2020 a todos os veículos.

Governo estima atribuir 156 mil novas pensões este ano

Os dados foram avançados por Mário Centeno na Comissão do Trabalho e da Segurança Social, em resposta a críticas dos deputados sobre atrasos na atribuição de pensões.
Comentários