EDP Brasil atingiu o melhor resultado de sempre em 2018

A EDP Brasil registou lucros históricos em 2018, ano em que concluiu a construção de três novas barragens no país sul-americano. A apresentação dos melhores resultados de sempre pela companhia brasileira acontece semanas depois de o fundo norte-americano Elliott ter vindo a público defender que o grupo EDP venda a sua participação de 51% na EDP Brasil. O Governo português já considerou esta ideia do fundo Elliott “não muito feliz”.

A EDP Brasil fechou 2018 com o melhor resultado de sempre. A elétrica atingiu lucros de 1,265 mil milhões de reais (298 milhões de euros) no ano passado, um crescimento de 108% face a período homólogo.

A companhia brasileira, detida em 51% pelo grupo EDP, divulga assim lucros históricos semanas depois de o fundo abutre Elliott, que detém 2,9% da EDP, ter vindo a público defender a venda da EDP Brasil.

O próprio Governo português já veio a público dizer preto no branco que esta ideia do fundo ativista norte-americano da EDP “não é muito feliz”, conforme declarou o ministro do Ambiente João Pedro Matos Fernandes.

De volta aos resultados da EDP Brasil, os lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) atingiram os 2,768 mil milhões de rmiguel setaseais (652 milhões de euros) mais 26,6%. Já a receita líquida da empresa subiu 9,6%, mais 12,863 mil milhões de reais (3,030 mil milhões de euros).

Em 2018, a companhia investiu mais 47,5% para um total de 1,132 mil milhões de reais (266,7 milhões de euros). Por sua vez, a dívida líquida subiu 1,2% para 4,395 mil milhões de reais (1,035 mil milhões de euros).

A EDP Brasil, liderada pelo português Miguel Setas, inaugurou em 2018 a central hidroelétrica de São Manoel, um investimento total de 4,1 mil milhões de reais (965 milhões de euros) que terá uma potência instalada de 700 megawatts, permitindo abastecer 2,5 milhões de lares brasileiros.

“O ano de 2018 marcou o início de uma nova fase da empresa, com um ritmo de crescimento sustentado, suportado pela conclusão das três centrais hidroelétricas e pelo investimento mais recente em serviços e no segmento das redes reguladas – transporte e distribuição de energia. Num ano de retoma da economia brasileira, a EDP Brasil conseguiu atingir um resultado histórico”, disse em comunicado o presidente da EDP Brasil, Miguel Setas.

 

Fundo americano: Venda da EDP Brasil e centrais a carvão rende 7,6 mil milhões

Ler mais
Relacionadas

Governo ‘acarinha’ OPA da China Three Gorges sobre a EDP

O ministro do Ambiente, Matos Fernandes, discordou das propostas feitas pelo fundo Elliott à EDP, considerando que a venda dos ativos da EDP Brasil “não parece ao Governo de Portugal uma ideia muito feliz”.

Fundo americano: Venda da EDP Brasil e centrais a carvão rende 7,6 mil milhões

O fundo Elliott quer reduzir a dívida líquida de 14,5 milhões de euros da EDP. Para tal, defende a venda de vários ativos no Brasil, em Portugal e em Espanha, prevendo um encaixe superior a sete mil milhões. O foco de investimento nos próximos anos devem ser as renováveis, argumentam os norte-americanos.

Depois das críticas do fundo americano, chineses da CTG garantem que continuam a trabalhar na OPA da EDP

A companhia estatal chinesa rejeitou comentar as críticas feitas pelo fundo Elliott, que considera que a OPA poderá provocar um “enfraquecimento da EDP”.

EDP diz que vai “analisar cuidadosamente” as propostas dos americanos

A EDP agradeceu a “contribuição” do fundo que detém 2,9% da EDP, que defende a redução da dívida, um aumento da aposta nas renováveis. Os americanos também criticaram a forma como os chineses estão a conduzir a operação de compra da EDP, receando que possa provocar um “enfraquecimento da EDP”.

Efeito Elliott: EDP volta a atingir preço da OPA, mas longe dos 4,33 euros ambicionados pelos americanos

A EDP regressou aos 3,26 euros oferecidos pelos chineses. Já o fundo norte-americano prevê que a redução da dívida e a aposta nas renováveis poderão levar a EDP a valorizar par os 4,33 euros.

OPA: Fundo americano exige aos chineses da CTG subida da oferta pela EDP

Além da revisão da oferta, o fundo Elliott exige saber o que a CTG pretende fazer à EDP e nas questões regulatórias que a OPA enfrenta em Portugal, na Europa e nos Estados Unidos. Os americanos criticam a forma como a CTG está a conduzir a OPA e considera que poderá mesmo provocar um “enfraquecimento da EDP”.

EDP Renováveis com “intenção de participar” no leilão de energia solar em Portugal

A companhia de eletricidade verde está interessada em participar no leilão com o objetivo de construção de centrais solares que está a ser preparado pelo Governo e que deverá ser lançado em junho.
Recomendadas

“Sobreviver a Pão e Água”. “Centenas” de membros do movimento dispostos a regressar à greve de fome se Governo não aprovar medidas exigidas

Movimento diz que Governo disse que iria apresentar em breve várias das medidas por si exigidas. Se até dia 11 de dezembro, não apresentar as restantes medidas ameaçam que com o regresso à greve de fome em frente ao Parlamento e por todo o país, com “mais de uma centena de pessoas”.

Sindicato denuncia que Ryanair se prepara para despedir 23 tripulantes no Porto enquanto abre processo de recrutamento

O SNPVAC denuncia que, ao mesmo tempo que a companhia aérea avança para o despedimento coletivo, já está a realizar cursos para novos tripulantes “violando grosseiramente o Código de Trabalho”, segundo o sindicato.

Costa adia anúncio de medidas de apoio para as rendas do comércio e da restauração

A 21 de novembro, o primeiro-ministro anunciou que as medidas de apoio para as rendas de lojas e restaurantes seria anunciada nos dias seguintes. Passados 15 dias, o Governo ainda não anunciou os apoios e adiou para a próxima semana.
Comentários