EDP conclui venda à Total de duas centrais a gás e carteira comercial em Espanha

A EDP concluiu esta terça-feira a venda de um portefólio de ativos térmicos e clientes de comercialização de energia em Espanha à Total por um enterprise value de 480 milhões de euros.

Cristina Bernardo

O negócio tinha sido anunciado no passado dia 18 de maio e ficou hoje concluído, segundo um comunicado da energética portuguesa divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). O negócio teve um enterprise value de 480 milhões de euros.

“O portfólio alienado inclui duas centrais a gás (Castejón I & III), com capacidade instalada de 843 MW, e a actividade de comercialização B2C em Espanha, que inclui 1,2 milhões de clientes em mercado liberalizado”, refere a nota.

A EDP vendeu ainda 50% que detinha na joint-venture CHC Energia, em Espanha, à CIDE, que detinha os outros 50%, por 35 milhões de euros.

“No seguimento do exercício pela CIDE do seu direito de preferência para a aquisição da participação de 50% da EDP na sua joint-venture para a comercialização de energia no segmento B2C em Espanha (CHC Energia), a EDP e a CIDE chegaram a um acordo para a aquisição por parte da CIDE da participação de 50% da EDP na CHC Energia, que deverá ser concluída em Fevereiro de 2021 por um equity value de 35 milhões de euros”.

A EDP esclareceu ainda a operação hoje concluída “enquadra-se no reposicionamento do portefólio da EDP no mercado ibérico, com uma redução da exposição a produção térmica e atividades regularizadas”.

Relacionadas

EDP encaixa 515 milhões com venda de central térmica e parte da carteira comercial em Espanha à Total

A energética sublinhou que a operação “reforça o perfil de baixo risco da EDP, ajudando a reforçar o peso das atividades contratadas e reguladas de longo prazo no EBITDA e a acelerar a desalavancagem financeira, permitindo assim uma melhoria nos resultados”.
Recomendadas

Propostas dos operadores superam os 194 milhões de euros no quinto dia da licitação principal do leilão do 5G

Em leilão estão faixas dos dos 700 MHz, 900 MHz, 2,1 GHz, 2,6 GHz e 3,6 GHz. No conjunto dos mais de 50 lotes em concurso, o preço base total é de 195,9 milhões. Esta quarta-feira, sete lotes viram o seu preço base aumentar.

Sindicatos da TAP foram avisados de que BE ia propor auditoria à gestão de Neeleman

A auditoria proposta pelo Bloco de Esquerda não será viabilizada no Parlamento. O projeto de resolução entregue pelo BE a recomendar ao Governo uma auditoria à gestão privada da TAP, não chegará a qualquer conclusão no sentido de saber quais são as efetivas responsabilidades do empresário David Neeleman na gestão da TAP e na situação financeira em que a companhia aérea se encontra.

AHRESP defende revogação da medida que proíbe venda de bebidas em ‘take-away’

A associação refere que a medida “apenas vai prejudicar a já difícil situação dos estabelecimentos”. A AHRESP acrescenta que “o que se quer prevenir é o consumo de produtos à porta do estabelecimento ou nas suas imediações, e não a venda”.
Comentários