EDP junta-se a 86 multinacionais e assina compromisso para reduzir emissões poluentes

A elétrica portuguesa junta-se assim a um grupo de multinacionais, incluindo Vodafone, Nestlé e Unilever, com o objetivo de diminuir o impacto das emissões poluentes no mundo.

Cristina Bernardo

A EDP juntou-se a 86 multinacionais para assinar um compromisso com o objetivo de reduzir emissões de forma a garantir que o aquecimento global não excede 1,5 graus centígrados.

O compromisso ‘Business Ambition for 1,5ºC – Our Only Future’ vai ser assinado esta segunda-feira, 23 de setembro, em Nova Iorque na semana em que decorre a cimeira do clima das Nações Unidas, naquela cidade norte-americana.

A elétrica portuguesa junta-se assim a um grupo de multinacionais, incluindo Vodafone, Nestlé e Unilever, com o objetivo de diminuir o impacto das emissões poluentes, segundo comunicado divulgado hoje pela EDP.

“Precisamos de ser mais ambiciosos e de fazer mais, trabalhando em conjunto, empresas e governos. Na EDP há muito que percebemos que a descarbonização tem de ser vista como uma oportunidade e que a eletrificação é a principal medida para garantir esta transição indispensável. Se há dez anos já tínhamos targets ambiciosos de redução de emissões, agora reforçamos essa ambição”, disse o presidente executivo da EDP, António Mexia, em comunicado.

As 87 empresas aceitaram o repto lançado em junho pelas Nações Unidas através de uma carta aberta dirigida a comunidade empresarial. A organização liderada por António Guterres pediu aos líderes empresariais para definirem objetivos ambiciosos para suster o aumento da temperatura global em 1,5 graus centígrados, em sintonia com as recomendações do relatório de 2018 do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC).

Recomendadas

Pandemia foi “catastrófica” para sector dos casamentos mas perspetiva é de retoma plena em 2022

Se o sector pensava que em 2021 teria um descanso face ao ano pandémico enganou-se dado que em janeiro do presente ano a economia voltou a ficar suspensa. “Na verdade, entre 2020 e 2021, foram praticamente 18 meses em que esta indústria esteve quase sempre parada, não digo 100% mas 80% em que não se verificou atividade”, refere o diretor-geral da ExpoNoivos.

Brisa selecionada operadora de autoestradas mais sustentável da Europa em 2021

Concessionária escolhida pela terceira vez no “Global Real Estate Sustainability Benchmark” da holandesa GRESB.

Entra hoje em vigor: descida de dois cêntimos no ISP da gasolina e de um cêntimo no ISP do gasóleo

No total, está prevista a devolução de 90 milhões de euros de receita de IVA aos consumidores. A questão agora é saber se as petrolíferas e gasolineiras vão repercutir este alívio no preço dos combustíveis na bomba.
Comentários