EDP perdeu clientes, mas fechou 2019 a liderar mercados de eletricidade e gás

A ERSE aponta que “manteve-se a tendência de erosão da base de clientes da EDP Comercial” no mercado liberalizado da eletricidade, apesar da empresa mitigar esta perda com as entradas diretas de clientes sem contrato, e nas transições do mercado regulado para o liberalizado. A Iberdrola ultrapassou a Galp para ficar com a terceira posição do mercado de eletricidade em número de clientes.

A EDP Comercial fechou 2019 a dominar o mercado liberalizado de eletricidade e de gás natural, apesar de ter perdido clientes ao longo do ano.

A elétrica continuou líder no número de clientes nestes mercados, com uma quota de mercado de 78% na eletricidade, e de 53% no gás natural, segundo um relatório divulgado hoje pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), onde são analisados estes dois mercados em Portugal.

No entanto, a EDP perdeu quota de mercado na eletricidade em 2019, com um recuo de 2,4 pontos percentuais. No gás natural, também registou um recuo na sua quota: menos 2,3 pontos percentuais no final de 2019.

“Na eletricidade manteve-se a tendência de erosão da base de clientes da EDP Comercial”, assinala a ERSE que aponta que a empresa conseguiu mitigar estas perdas.

“Apesar de ser o comercializador que mais perde clientes nas mudanças dentro do mercado liberalizado (ML), a EDP Comercial continua a registar bons resultados nas transições do mercado regulado (MR) para o ML (58% dos clientes) e, em especial, nas entradas diretas de clientes sem contrato (84%), o que mitiga a sua perda global de clientes”, pode-se ler no documento.

Analisando a concorrência, a ERSE destaca a “melhoria das quotas de mercados dos concorrentes da EDP Comercial”.

Por número de clientes, a Endesa ganhou 0,8 pontos ao longo de 2019, mantendo a segunda posição com 6,5% do mercado.

Destaque para a Iberdrola que ultrapassou a Galp e assegurou a terceira posição do mercado com uma quota de 6,2%, um avanço de 1,3 pontos no espaço de um ano.

Na quarta posição, a Galp conta com uma quota de 5,2%, mais 0,1 pontos face ao ano anterior, com a Goldenergy na quinta posição com 1,9%, mais 0,2 pontos.

Em termos de consumo abastecido, no segmento industriais, a Endesa continuou a liderar, apesar de ter recuado 2,7 pontos percentuais para 24,5%, seguida da Iberdrola que ganhou 2,3 pontos para 23,7%.

No segmento grandes consumidores, por consumo abastecido, a Iberdrola continua a liderar, apesar do recuo de 2,9 pontos para 27,8%, seguida da EDP com 22,4%, mais 1,5 pontos.

No mercado de gás natural, a Galp domina o mercado por consumo abastecido com uma quota de 60,5%, mais cinco pontos face a período homólogo. Segue-se a Gas Natural Fenosa com 12,5% e a Endesa com 11%.

Entre os domésticos e pequenas e médias empresas, a EDP domina com 52% de quota de mercado, enquanto que no segmento industriais, a Galp lidera com 55,2%. Entre os grandes consumidores, a Galp volta a liderar com uma quota de 64,8%.

Ler mais

Recomendadas

Mar 2020 com 421,7 milhões de euros de despesa pública comprometidos até junho

O programa, que se insere no Portugal 2020, apresenta uma taxa de compromisso de 83,4% e 41% de execução, segundo o ministro Ricardo Serrão Santos.

Revisão do Orçamento dos Açores aprovada na Assembleia Regional

Na apresentação da revisão do orçamento, o vice-presidente do Governo Regional avançou que a proposta prevê um aumento de 210,4 milhões de euros da despesa orçamental e uma redução de 74,6 milhões da receita.

António Costa e Giuseppe Conte avisam que degradação das previsões económicas impõem acordo europeu já

Os primeiros-ministros de Portugal e de Itália alegaram esta terça-feira que o agravamento das previsões negativas da economia feitas pela Comissão Europeia impõe um acordo entre os 27 Estados-membros já na próxima reunião do Conselho Europeu.
Comentários