EDP poupa 20 milhões de euros com adesão ao perdão fiscal

“Após uma análise detalhada, o Grupo EDP optou por aderir a este regime excecional [PERES], mediante um pagamento total de cerca de 57 342 milhares de euros”, explica a empresa no último relatório de contas.

EDP

A adesão ao Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado (PERES) fez com que a EDP-Energias de Portugal conseguisse poupar 19,4 milhões de euros em obrigações fiscais, revela uma nota do último relatório de contas da empresa liderada por António Mexia.

“Após uma análise detalhada, o Grupo EDP optou por aderir a este regime excecional [PERES], mediante um pagamento total de cerca de 57 342 milhares de euros, o que implicou uma redução das contingências fiscais classificadas como possíveis em 76 727 milhares de euros (as quais incluíam o cálculo dos juros compensatórios e juros de mora)”, explica a energética na nota do documento, citado pelo “Diário de Notícias” desta segunda-feira.

A EDP registou uma subida de 5% no lucro líquido em 2016 para 961 milhões de euros, resultado que compara com uma estimativa média de 899 milhões dos analistas consultados pela Reuters. Aquando da apresentação dos resultados, a empresa adiantou que a dívida líquida caiu 1.500 milhões de euros, de 17,400 milhões em dezembro de 2015 para 15.900 no final de 2016.

A Segurança Social conseguiu arrecadar até meados de janeiro 92 milhões de euros com o programa de perdão fiscal, de acordo com os números do gabinete de Vieira da Silva. Do total de contribuintes, 32.772 efetuaram pagamentos, concretizando assim a sua adesão ao PERES, dos quais 40% pessoas coletivas e 60% pessoas singulares e,  deste universo, 32% optou pelo pagamento integral dos valores em dívida, enquanto 68% preferiu o pagamento em prestações.

“Entre 4 de novembro, data em que se iniciou o programa especial, e 23 de dezembro, data limite de adesão ao PERES, preencheram formulário de adesão, no âmbito da Segurança Social, cerca de 50.154 contribuintes”, explicou, no início do ano, o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

 

Ler mais
Relacionadas

Lucro da EDP sobe 5% para 961 milhões em 2016 e bate estimativas

O resultado da energética ficou bastante acima de uma estimativa dos analistas, que apontava para um lucro de 899 milhões de euros, devido a uma forte performance operacional O EBITDA desceu 4%, pressionado por menos ganhos não-recorrentes enquanto a dívida líquida caiu para 15.900 milhões.
Recomendadas

PremiumPequenos produtores vendem negócios para evitar falência

As pequenas empresas produtoras de vinho, que não exportam e dependem das vendas em restaurantes, “estão com problemas graves”, alerta o presidente da ViniPortugal, Frederico Falcão.

Caso EDP: Tribunal reduz para 100 milhões de euros caução aplicada ao administrador da REN

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) reduziu sexta-feira a caução a prestar pelo administrador da REN João Conceição, arguido no processo EDP, de 500 mil euros para 100 mil, considerando “algo frágil” a justificação do juiz Carlos Alexandre.

ASAE instaura 3 processos-crime e 10 de contraordenação por incumprimento de regras Covid-19

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) fiscalizou esta semana 97 operadores económicos o cumprimento das regras do estado de emergência, instaurando 10 processos por contraordenação e três processos-crime, dois por desobediência e um por contrafação.
Comentários