EDP Renováveis assegura contrato de 15 anos para energia solar

A EDP Renováveis foi a única licitante no leilão de 1,4 GW de energia solar realizado em julho, mas a a DGEG aceitou a sua proposta para vender eletricidade produzida pelo projeto solar Ribatejo e tem uma capacidade total de 142 MW.

Cristina Bernardo

A EDP – Energias de Portugal, assegurou, através da EDP Renováveis (EDPR), a venda de eletricidade por 15 anos que será produzida pelo projeto solar Ribatejo, um projeto eólico localizado com capacidade total para 142 MW, no âmbito do leilão português de energia solar.

Em comunicado divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa liderada por António Mexia explicou que o projeto tem uma capacidade total de 142 megawatts (MW) e tem instalação prevista para 2022.

A “EDRP foi a única licitante” no leilão de 1,4 GW de energia solar realizado em julho de 2019, diz a nota. Mas a Direção Geral de Energia e Geologia “aceitou a proprosta EDPR de capacidade de interconexão para desenvolver o projeto Ribatejo (Lote 12) com uma tarifa de 20,89 euros/MWh” – o preço médio ponderado resultante do leilão.

“Com este novo contrato, a EDP tem contrato cerca de 750 MW de capacidade solar com instalação prevista até 2022 em Portugal, Estados Unidos e Brasil, garantindo 50% dos cerca de 7 GW de capacidade build-out global prevista para o período de 2019-2022, conforme anunciado no strategic uptdade de 12 de março de 2019”, lê-se na nota.

Relacionadas

EDP vai receber até final do mês ofertas por ativos na Ibéria. Venda atrai “forte interesse”

A energética liderada por António Mexia salientou, numa teleconferência com os analistas, que as alienações, anunciadas em março no Strategic Update 2019-2022, estão a atrair “forte interesse do mercado”, adiantando que a EDP escolheu “um grupo restrito de partes interessadas a apresentar as ofertas não-vinculativas”.

Lucro da EDP sobe 7% para 405 milhões no 1º semestre impulsionado pela produção eólica e solar

António Mexia, CEO da EDP, sublinhou que “os resultados do negócio internacional da EDP foram muito positivos, o que permitiu mitigar o prejuízo acumulado, no último ano e meio, no negócio convencional em Portugal”.

Mexia: EDP Renováveis focada nas “oportunidades de crescimento”

A EDP Renováveis aumentou o seu portefólio em 720 megawatts (MW) no primeiro semestre, com a nova potência a contribuir com 71 milhões de euros para os resultados da companhia.
Recomendadas

Estaleiros de Viana, CTT Logística e STCP apostam na inovação

A tecnologia está a diferenciar as novas soluções que respondem às necessidades dos serviços e negócios nascidos da rápida evolução que os mercados estão a ter no transporte e na logística.

Hotéis do grupo Prainha reabrem com 24 horas de intervalo em cada dormida

As unidades hoteleiras em Alvor e Lagos voltam a abrir portas na próxima sexta-feira.

Respostas rápidas: Como vai funcionar o novo Instrumento de Apoio à Solvabilidade europeu

O novo instrumento temporário proposto pela Comissão Europeia é dirigido a empresas “economicamente viáveis”, mas que enfrentam problemas de solvabilidade provocados pela crise da Covid-19. Quer desbloquear 300 mil milhões de euros para empresas situadas na União Europeia e um dos critérios de acesso é que com base nas contas de 2019 não apresentassem já necessidades de auxílios.
Comentários