PremiumEDP: resistência em nome (do CEO) da continuidade

A suspensão de António Mexia não abalou a opinião dos analistas nem a cotação das ações da energética. O CEO interino, Miguel Stilwell de Andrade, é visto como dando continuidade a uma estratégia ‘verde’ e ágil que agrada aos investidores.

O sobrenome anglófono do CEO interino da EDP quase espelha a forma como os investidores interpretaram a transição temporária na chefia da elétrica portuguesa. À suspensão de António Mexia e à nomeação de Miguel Stilwell de Andrade, os investidores sinalizaram que, por eles, ainda está tudo bem.

A confirmação chegou na segunda-feira, mas era falada há semanas, senão anos. O CEO da maior empresa do país foi suspenso do cargo como medida de coação numa investigação sobre alegada corrupção, que começou há oito anos e que o tornou arguido há três. Perante a iminência da decisão do juíz Carlos Alexandre, as ações da energética caíam 2,40% antes de a negociação ser suspensa pela CMVM. Após a nomeação do CFO como CEO interino, a negociação reabriu em alta na terça-feira a cotação fechou a disparar 4,14% para 4,53 euros. No dia seguinte, nova subida, de 0,66%, antes de um recuo de 1,54% ontem, nu contexto de quedas generalizadas nas bolsas europeias.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumConservas querem substituir 200 milhões de importações

Campanha em curso de promoção do consumo de conservas deverá aumentar vendas em cerca de 5%, revela José Maria Freitas, presidente da ANICP – Associação Nacional dos Industriais de Conservas de Peixe, em entrevista ao Jornal Económico.

Lucro da petrolífera Saudi Aramco cai 50% no primeiro semestre para 19,7 mil milhões de euros

A petrolífera Saudi Aramco alcançou 23,2 mil milhões de dólares (cerca de 19,7 mil milhões de euros) de lucro no primeiro semestre deste ano, menos 50% do que em igual período do 2019, penalizado pela pandemia de covid-19.

Apenas 2,7% das coimas da Autoridade da Concorrência foram pagas desde 2004

Uma das razões para os atrasos são os múltiplos recursos na Justiça, que contribuem para que só uma pequena parte das coimas seja paga.
Comentários