EDP vai investir 150 milhões de dólares em portfolio solar nos EUA

O portfolio, desenvolvido por First Solar Inc., tem início das operações esperado para os próximos meses e compreende três projetos, todos com contractos de aquisição de energia (“CAE”) de longo-prazo assegurados

A subsidiária da EDP, EDP Renewables North America LLC, adquiriu uma participação de 50% num portfólio solar de 278 MW, localizado nos EUA, comunicou esta terça-feira a energética à CMVM.

“A EDP espera efetuar um investimento patrimonial de aproximadamente 150 milhões de dólares, líquido de financiamento tax Equity, para a construção. O portfolio, desenvolvido por First Solar Inc., tem início das operações esperado para os próximos meses e compreende três projetos, todos com contractos de aquisição de energia (“CAE”) de longo-prazo assegurados”, realçou a EDP.

De acordo com a EDP, “a transação anunciada impulsionará o crescimento e expandirá a presença da EDP no mercado de energia solar dos EUA, sendo alavancada pelo conhecimento e experiência da EDP. Considerando a atual base de parques solares da EDP e os 1,1 GW de novos projetos de energia solar já contratados, o portfolio da EDP aumentará sua diversificação tecnológica e alcançará 1,2 GW de capacidade solar
build-out em 2022”.

Relacionadas

EDP Renováveis nomeia novo administrador executivo

Sai Gilles August entra Rui Teixeira. A ratificação desta nomeação será proposta na próxima Assembleia Geral de Acionistas.
Recomendadas

Receitas da Altice Portugal crescem 2,1%, para 536 milhões de euros no terceiro trimestre

O crescimento das receitas foi sustentado sobretudo pelo segmento do consumo, Base de clientes da da empresa de telecomunicações cresceu “pelo oitavo trimestre consecutivo”.

Lítio em Portugal é explorado em conjunto com outros minérios para produzir cerâmica

Portugal produz lítio, mas não existem minas dedicadas exclusivamente à exploração de lítio, que é extraído em conjunto com outros minérios para produzir cerâmica.

Nike anuncia fim da parceria com a Amazon

A estratégia da gigante americana toma agora uma nova face, impulsionada pela mudança de direção, depois da contratação do ex-diretor executivo do EBAY. A Nike tem investido bastante no mercado online, e através da internet viram as suas receitas triplicarem desde 2013.
Comentários