Efacec vai correr na Fórmula E nos próximos três anos

A Efacec celebrou uma parceria de três anos com a equipa chinesa e detentora do título de Formula E, a TECHEETAH Formua E Team, detida pela China Media Capital. Com esta parceria, a Efacec pretende entrar no mercado da Ásia-Pacífico que é um objetivo estratégico da empresa.

Com o objetivo de conquistar negócios da região Ásia-Pacífico, a Efacec vai apoiar a equipa e atual detentora do título de Formula E, a TECHEETAH Formula Team, detida pela chinesa China Media Capital (CMC), no âmbito de uma parceria que terá a duração de três anos e que foi apresentada esta quinta-feira, em Lisboa.

Em comunicado, a Efacec refere que encara a versão elétrica da tradicional Formula 1, também organizada pela Federação Internacional do Automobilismo, como uma plataforma para alcançar três objetivos: “projeção e posicionamento da marca, plataforma de desenvolvimento de negócios, de forma abrangente e não exclusivamente na mobilidade elétrica, nos cincos continentes; e uma plataforma de desenvolvimento e de aplicação de tecnologias concebidas pela Efacec”.

A entrada da Efacec na Formula E será uma oportunidade “para a Efacec ganhar ainda maior penetração no mercado da mobilidade elétrica e das soluções de carregamentos ultrarápidos, onde já é um dos maiores players mundiais”, lê-se na nota.

Sobre a parceria, Ângelo Ramalho, CEO da Efacec, afirma que “é com muita satisfação que a Efacec de junta à CMC e à TECHEETAH Formula E Team”. Diz ainda que a empresa portuguesa está motivada em associar-se “a este ecossistema que alia desporto, sustentabilidade e entretenimento e que proporciona uma plataforma única para o desenvolvimento de negócios”.

Do lado da equipa TECHEETAH Formula E Team, Mark Preston, Team Principal, revela que a equipa continua a procurar “parcerias com empresas orientadas para o desenvolvimento do desporto automóvel com recurso às novas tecnologias” e esclarece que a “a Efacec é um exemplo claro desse alinhamento”.

Segundo o documento, “esta aposta estratégica vai também ao encontro do objetivo da Efacec de entrar no mercado dos países da região Ásia-Pacífico”. “A parceria com a CMC oferece todas as condições para a Efacec elevar a notoriedade da marca e conquistar novos negócios na região”.

Ler mais
Relacionadas

Efacec assina contrato para construir central de energia solar no Chile

A operação, que deve entrar em operação ainda este ano, vem reforçar o posicionamento no mercado solar da Efacec no Chile, elevando para quase 70MW a sua potência instalada no país.
Recomendadas

Emissão de dívida do Sporting arranca ensombrada pela detenção de Bruno de Carvalho

As rescisões unilaterais dos jogadores Podence, Gelson Martins, Rafael Leão e Ruben Ribeiro, na sequência das agressões que sofreram no dia 15 de maio na Academia de Alcochete, poderão acarretar um custo de 6,8 milhões de euros para a Sporting SAD, de acordo com o prospecto da emissão de dívida. A detenção de Bruno de Carvalho ontem agrava este risco. O risco de não receber nada pelos jogadores e ainda pagar uma indemnização.

“Apertão? Não, Não. Temos de lá ir falar todos”. A reunião onde tudo começou

Episódio foi relatado ao “Jornal Económico” por fonte oficial do Sporting a 18 de maio, três dias após os ataques na Academia do SCP em Alcochete. Desejo da Juve Leo em dar um “apertão” aos jogadores foi manifestado num encontro com Bruno de Carvalho, a 7 de abril, depois da derrota da equipa em Madrid.

Bruno de Carvalho e Mustafá deverão ser ouvidos amanhã em tribunal, diz MP

Ex-presidente do Sporting e líder da Juve Leo deverão ser presentes amanhã ao Juiz de Instrução Criminal para aplicação das medidas de coação. Arriscam prisão preventiva por crimes de terrorismo, sequestro e ofensas à integridade física qualificadas, bem como de autoria moral do ataque na Academia do SCP em Alcochete.
Comentários