Elétricas caem mais de 1% e atiram PSI-20 no ‘vermelho’ a meio da sessão

Praça lisboeta está agora a cair 0,45%, para 5.172,84 pontos seguindo a tendência da maioria das suas congéneres europeias.

O principal índice bolsista português, PSI 20, encontra-se a meio da sessão desta quarta-feira a descer 0,45%, para 5.172,84 pontos, seguindo a tendência da maioria das suas congéneres europeias.

A fazer cair o PSI 20 estão entre as principais cotadas portuguesas estão as elétricas EDP que desce 1,90%, para 4,66 euros, e a EDP Renováveis que deprecia 1,43%, para 20,70 euros, depois de registarem uma quebra de 6% na produção de eletricidade no primeiro semestre.

A negociar com sinal ‘vermelho’ estão também no meio da sessão a petrolífera Galp que desce 0,75%, para 8,77 euros, a Jerónimo Martins que cai 1,21%, para 16,73 euros e a Corticeira Amorim que desvaloriza 0,94%, para 10,52 euros.

Em terreno positivo encontram-se a meio da sessão o BCP que sobe 2,85% para 0,13 euros, a Sonae SGPS que valoriza 1,31%, para 0,80 euros, a Altri que impulsiona 0,56%, para 5,40 euros e os CTT que crescem 0,39%, para 5,13 euros.

“As bolsas europeias negoceiam em baixa, com o sector de viagens e lazer entre os mais castigados, o que demonstra preocupação dos investidores com o impacto negativo da evolução da variante Delta do coronavírus na recuperação económica”, refere o analista de mercados do Millenium investment banking, Ramiro Loureiro.

Como tal, o alemão DAX desce 0,19%, no Reino Unido, o FTSE 100 cai 0,63%, o francês CAC 40 desvaloriza 0,24%, o holandês AEX cresce 0,16%. Em Espanha, o IBEX35 deprecia 1,20%, no dia em que os dados apontaram para um aumento da inflação em junho de 2,5%. Já o italiano FTSE sobe 0,07%.

No mercado petrolífero a cotação do barril de Brent desvaloriza 0,67%, com valor de 75,98 dólares, enquanto a cotação do crude WTI desce 0,65%, para 74,75 dólares por barril.

No mercado cambial o euro valoriza 0,20%, para 1,17 dólares.

Recomendadas

Wall Street fecha mista no primeiro dia de reunião da Fed

A Uber disparou 11% depois de informar que prevê que o EBITDA ajustado da empresa possa ser positivo em 25 milhões de dólares (cerca de 21 milhões de euros), o que representa uma melhoria face à perda antes estimada de 100 milhões de dólares (perto de 85 milhões de euros).

Moody’s sobe rating da CP

“A subida tem em conta as fortes ligações entre a Comboios de Portugal e o soberano, do qual recebe um apoio financeiro considerável”, considerou Francesco Bozzano, o analista da empresa na agência norte-americana, onde tem o cargo de analista vice-presidente-sénior.

PSI-20 valoriza em linha com a Europa com EDP Renováveis a liderar

Os mercados de ações europeus recuperam das perdas de ontem. Lisboa não foi exceção. As ações da EDP Renováveis deram um ‘boost’ à sessão.
Comentários