Em menos de uma década 85% das interações com os clientes serão automatizadas

De acordo com o gestor da Oracle Portugal, Bruno Morais, que apresentou um estudo da empresa na IDC Directons, esta semana, “a automatização das tarefas diárias, que deverá atingir 70% nas TI até 2025, irá duplicar a produtividade nesse período”.

Country Manager da Oracle Portugal, Bruno Morais

A influência que a tecnologia tem nas rotinas do dia a dia é cada vez mais preponderante e, de acordo com o estudo “A.I at Work”, divulgado pela Oracle Portugal na quinta-feira, 17 de outubro, 85% das interações das empresas com os seus clientes serão automatizadas até 2025.

Esta é uma das dez previsões que a Oracle Portugal anunciou no Centro de Congressos do Estoril, em pleno IDC Directions, uma cimeira sobre tecnologias de informação, para a evolução da digitalização e da Cloud até 2025.

“Neste momento, as empresas já não equacionam se o Digital e a Cloud são a melhor opção, mas sim qual será o melhor caminho para transformar e diferenciar os seus negócios o mais rapidamente possível e com o mínimo de erros”, explicou o country manager da empresa, Bruno Morais.

Morais argumentou que as previsões da Oracle assentam no facto de que “a inteligência artificial (AI, sigla anglo-saxónica) e a segunda geração da cloud vão ser basilares” no processo da digitalização.

“A automatização das tarefas diárias, que deverá atingir 70% nas TI até 2025, irá duplicar a produtividade nesse período”, salientou.

Eis as dez previsões da Oracle Portugal para a Digitalização e para a Cloud até 2025

1.  A segunda geração de fornecedores cloud oferecerá a substituição integral (100%) dos centros de dados;
2.   80% das cargas de trabalho empresarial e mission critical irão migrar para a cloud;
3.  Todas as aplicações irão incorporar Inteligência Artificial, distanciando-se ainda mais das aplicações legadas;
4.  A IA e as restantes tecnologias emergentes irão duplicar a nossa produtividade;
5.  85% das interações com os clientes passarão a ser automatizadas;
6.  A comunidade de programadores irá crescer 10 vezes e a produtividade aumentará 400%;
7.  Mais de 50% dos dados serão geridos de forma autónoma;
8.  90% das empresas utilizarão uma única plataforma de identificação que ligará os ambientes on premisses e cloud;
9.  O número dos incidentes de segurança aumentará 100% e automatização será a forma mais fiável de prevenir, detetar e mitigar estas ameaças;
10. 70% das funções de TI serão inteiramente automatizadas.

Ler mais
Recomendadas

ITSector inaugura novo centro de desenvolvimento de software em Portugal

O CEI – Centro de Empresas Inovadoras de Castelo Branco recebe novo centro de desenvolvimento de software da ITSector.

Alojamento Local: GuestReady gere 51 milhões de euros em propriedades em Portugal

Em três anos, a GuestReady foi de zero a cerca de mil milhões de euros em imobiliário gerido em vários países.

EY vai premiar “empreendedor do ano” e está a receber propostas de candidatos

É a 8ª edição do “EY Entrepreneur Of The Year”. Entre os anteriores vencedores estão António Rios Amorim (Corticeira Amorim), Belmiro de Azevedo (Grupo Sonae), Carlos e Jorge Martins (Grupo Martifer), Carlos Moreira da Silva (BA Glass), Dionísio Pestana (Grupo Pestana), Manuel Alfredo de Mello (Nutrinveste), Bento Correia e Miguel Leitmann (Vision-Box).
Comentários